1989: MIL NOVECENTOS E OITENTA E NOVE

 verao 26 janeiro

26 jan.

Folha de S. Paulo

 12118649 905852292843094 1188139402885515906 n   "Raul foi o cara que me colocou na vida, e eu foi o cara que colocou Raul na vida e fim de papo". Sérgio Sampaio (1989).   

   • 1989 - Ano em que encontramos Sting e Raoni e mais um séquito da FUNAI caminhando pelo comércio QE 32 no Guará 2-DF, comprando frutas e verduras

   MIL NOVECENTOS E OITENTA E NOVE

   Compilado por Mário Pazcheco

   17 jan.

   Assim era mais ou menos o Manifesto Viva?!?

   Os cineastas estão morrendo. Olney São Paulo, Glauber Rocha, Leon Hirszman, Marcos Farias, Roberto Santos, Joaquim Pedro de Andrade, Fernando Cony Campos. Assassinato cultural. Em 1500, instalou-se no país um poder cultural conservador e burocrático, colonizado, vicioso e centralizador, que controla a livre expressão popular nacional com inacreditável violência.
   Um poder autoritário que censura a natureza pluricultural brasileira, produto da composição da nossa sociedade, que impede a diversidade de manifestações artísticas, e assim rompe o eixo da nossa unidade, que de fato é forjada na mestiçagem - tentam afunilar nossa estética polivalente em modelos pré-fabricados de hipnotismo massivo. Um poder manipulador forte, que mata. A pressão mais evidente e predatória é exercida sobre a criação audiovisual – na televisão privada, que entorpece continuamente a população, fechada a qualquer proposta que não atenda à sua ideologia de emoções fortes, que esvazia as cabeças e as aliena no consumismo obsessivo: no cinema escapista e estereotipado, que reflete apenas as distorções e a acomodação de seus realizadores, na imagem falsificada da nossa realidade, na prostituição do nosso imaginário.
   Um poder prepotente assim se interpõe entre a população e os artistas que tentam expressar-se com independência, fora dos padrões ditados pelo capitalismo devorador, que leva o país à miséria moral e material. Esse vírus destrói a nossa capacidade de pensar, e tem levado nossos cineastas ao túmulo.
Tal poder tem de ser destronado, em nome do nosso futuro, da nossa identificação perante nós mesmos – e o mundo. O Estado e a Sociedade Civil permitiram a ascensão desse poder criminoso. Cabe a todos os brasileiros reverter a situação, resgatar a verdadeira dimensão multifacetada da nossa cultura, recompor a alma brasileira.

   14 janeiro

14 jan 89

Cão Andaluz toca hoje no Aeroanta

  3 fevereiro

Z INE3 fevereiro

5 fev.

ARNALDO & PATRULHA DO ESPAÇO: O ELO PERDIDO DO ROCK

13 fev.

O MENINO CELSO SINGS THE BLUES

CAZUZA TEM O VÍRUS DA AIDS

14 março

Rio de Janeiro, os 50 anos de nascimento de Glauber Rocha são revistos na mostra Tempo Glauber, promovida pelo Museu de Arte Moderna.

24 mar.

Rio de Janeiro, o Tempo Glauber é inaugurado na Rua Sorocaba, 190, num casarão de 13 cômodos. A trajetória do museu, cujo acervo é composto por cerca de 60 mil documentos e 2.500 fotografias, 400 cartas, 600 poemas, inúmeras peças de teatro, é uma história de dificuldades. Desenhos deterioram-se
por falta de apoio dos poderosos de plantão no governo. Depois de perder as esperanças de conseguir um lugar para acomodar os 50 mil documentos do acervo de Glauber Rocha na Bahia, estado natal do cineasta, dona Lúcia Rocha decidiu vir para o Rio, onde a geração do Cinema Novo militava. Depois de temporadas no Museu da Imagem e do Som, e no Museu de Arte Moderna, o Tempo Glauber encontrou pouso no casarão de Botafogo, a partir de uma doação provisória do governo José Sarney. O prédio, cedido pelo INSS, em sistema de comodato, esteve ameaçado de ir a leilão, o que foi desmentido pelo Ministério da Previdência Social.

4 janeiro

 janeiro

  Música

   22 mar.

   Entrevista com Arnaldo Baptista em Juiz de Fora!



   14 junho
20 junho  

4 janeiro   11 junho

   Ira! show no Gran Circo Lar.

   20 jun.

   A Apple Records e a EMI estão envolvidas em uma batalha na justiça, que durou dez anos, sobre direitos autorais e outras questões, mas que é resolvida fora dos tribunais.

   2 julho

  O The Who apresenta-se no Giants Stadium, em Nova Jersey, Estados Unidos, e repete a apresentação no dia seguinte; o show fazia parte da turnê The Who’s 25th Anniversary Reunion Tour.

   • Paul McCartney lança Flowers In The Dirt.

Abril/junho

Chico Mendes, uma novela onde vale tudo

4 6 89

13 julho

13 julho 

 20 agosto

1989 29 agosto

26 agosto

bira

Inauguração do Bar Glicose, Asa Norte-DF

Outubro

Experience Nirvana: Grunge In Europe, 1989

19 out.

19 out 88

Cazuza termina temporada no Rio cuspindo na bandeira brasileira

fucker

Dezembro

15380530 1211654005596253 2565571055520579776 n

Capital Inicial & Cordeiros de Deus

Artes Plásticas

30 janeiro

Na Galeria São Paulo. Mostra Esculturas Sonoras de Walter Smetak, exibição de 52 obras. Também vídeos sobre o artista, e debates, com participação de Caetano Veloso, Júlio Medaglia e Arrigo Barnabé.

Fevereiro

A individual de Andy Warhol, mais de 300 trabalhos espalhados por dois andares, num programa com o acompanhamento de filmes, se trata da mais ambiciosa exposição individual no Museu de Arte Moderna de Nova York (desde a retrospectiva de Picasso, em 1980). Diante dos quadros da cadeira elétrica, um aviso no assento pede silêncio – ao reconhecer a presença de um público ávido por este ritual de morte –, e impõe tão bem a calma necessária às vacas leiteiras de Warhol, impassivas e anônimas. Esta cena percorreu o mundo, passou por Nova York e Chicago, Inglaterra e Milão.

Outubro

Carlos Vergara participa da 20.ª Bienal de São Paulo com grandes painéis impressos em cores extraídas do óxido de ferro. No centro da sala destinada ao seu trabalho, o artista coloca uma enorme caixa, que contém um bloco do pigmento mineral. Inaugura na mesma ocasião uma individual no Gabinete de Arte Raquel Arnaud, com catorze telas. O catálogo que acompanha as exposições traz o texto Acontecimentos Pictóricos, do crítico Paulo Venâncio Filho. Na pintura de Carlos Vergara, ocorre uma mudança importante. O artista passa a trabalhar com pigmentos naturais e minérios,
a partir dos quais realiza a base para trabalhos em superfícies diversas.
Estes resultam de um processo de impressão e impregnação de diferentes  “matrizes”, como a própria boca dos fornos na pequena fábrica de pigmentos de óxido de ferro, em Rio Acima (MG). Sobre a nova direção em seu trabalho, Vergara declara: “Em 1989 (...) decidi dar uma nova direção por estar seguro de que havia esgotado a série começada em 1980, quando abandono a figura e mergulho numa pintura que tinha como procedimento uma ‘mediação com cor’ do espaço da tela, dividindo com diagonais paralelas, formando uma grade (...) propus para mim, com desapego, me
colocar num marco zero da pintura e olhar para fora e para dentro.”

O MAM reabre, onze anos após o incêndio.

Literatura

A vida íntima de Cary Grant

Julho

89 julho

Os poetas loucos da QE 32 nos fundos da Padaria do Motta esquina do Bar Esperança PT (Ponto de trafego) o que era um sarro com o sistema vigente  em 1989

Agosto

A editora Alhambra lança Poemas Eskolhydos, de Glauber Rocha, uma centena de páginas de versos, desenhos, fotos, e vinte e oito poemas, dentro da estética glauberiana; alguns originais datilografados são reproduzidos e corrigidos no estilo simples e simpático do cineasta.

No Brasil, é editado Flashbacks – LSD: A Experiência Que Abalou O Sistema, de Timothy Leary, Ed. Brasiliense, 1989.

Na Inglaterra, Woodstock –The Oral History (9,9 libras, Editora Sidwick & Jackson), chegou às livrarias (na segunda semana de agosto, quando o festival completava vinte anos). É exatamente o que o título sugere: 361 páginas de aspas. O autor, Joel Makower, transcreve depoimentos de muitos dos que   fizeram o festival – empresários, artistas, seguranças e membros do público.
Makower, um jornalista da Califórnia, limita-se a intercalar falas temáticas.
Uma linguagem típica de documentário de televisão, que não funcionou necessariamente no papel. Em parte porque o autor não se deu ao trabalho de limpar o texto das redundâncias e dos vícios de retórica da língua falada.

Novembro

“Estou também escrevendo um livro sobre a juventude de Glauber Rocha, por isso tenho assistido muitos de seus filmes. O último que eu vi foi Deus e o diabo na terra do sol”. (Nelson Motta)

Cinema

Começa a restauração do documentário Rock’n’Roll Circus.

L´homme Aux Cheveux Bleus (O Homem de Cabelos Azuis – Sylvie Pierre e Georges Ulmann). 51 minutos reúnem diversos depoimentos de amigos do cineasta Glauber Rocha, Louis Marcorelles, Juliet Berto, Christina Altan, Pascal Bonitzer, Jaques Aumont, Jean Narboni e Sylvie Pierre. “A última lembrança que guardo dele é a de sua silhueta pesada sumindo na escuridão da escada dos Cahiers.” (Jean Narboni).


Drugstore Cowboy (Gus Van Sant). William Burroughs aparece nas telas vivendo um pastor junky.

20 junho

John Huston

O documentário Huston, o Homem, o Cinema, o Rebelde, com roteiro e direção de Joni Levin, acaba de ser concluído. O filme inclui uma entrevista com Juston, depoimentos de atores como Paul Newman e Michael Caine. 20 jun. / 1989.

Televisão

Janeiro

A Rede Bandeirantes compra o direito de exibição de Barravento, Deus e o diabo na terra do sol, Terra em Transe e O Dragão da maldade contra o
santo guerreiro; Três meses depois, os filmes serão exibidos.

31 janeiro

• A TV Cultura exibe o western clássico No Tempo das Diligências.

1.º de maio a 31 de agosto

• Ofensiva da Warner nos Estados Unidos, através da exibição diária de clipes para a tevê, denominados Woodstock Moments. Exibidos diariamente por duas redes de tevê dos Estados Unidos, os três dias de paz e amor foram retalhados em nada menos que em cem momentos. Exibidos diariamente na MTV, são compostos por uma série de flashes do e sobre o festival, que completava vinte anos. Os patrocinadores ligaram as marcas de seus produtos à mítica palavra Woodstock, e para isso desembolsaram US$ 5 milhões.

• Aldo Jimenez acerta duzentas respostas sobre John Lennon no programa Sem Limite, da TV Manchete.

Obituário

21 janeiro

21 JANEIRO

Morre Billy Tipton, músico de jazz

23 janeiro

Morre Salvador Dalí.

12 março

Ruy Santos morre aos 78 anos. Cineasta e fotógrafo, é outro realizador vítima do “assassinato cultural” do governo Collor. Um dos mais ativos defensores do Cinema Novo, seu documentário mais famoso, O Homem e Limite, versa sobre o cineasta-mito Mário Peixoto.
 
12 abril

Sugar Ray Robinson, lutador de boxe, morre.

Abbie Hoffman parte.

7 junho


Morre Paulo Leminski (1944, Curitiba-PR-Curitiba, 1989), poeta, tradutor, escritor, músico etc.

28 jun.


Morre Pedro Geraldo Escosteguy (1916-1989), médico e artista plástico que participou da mostra Opinião 65.

21 agosto

É uma data triste. No mesmo agosto em que Elvis Presley morreu, morre Raul ‘Rock’ Seixas. O maior expoente da cultura do rock no mercado brasileiro, nem as superestrelas internacionais ousariam competir com a popularidade de “Raulzito”. O último alquimista fundiu o rock primitivo de Elvis com a malícia e o ritmo do baião de Luiz Gonzaga, também falecido nesse mesmo agosto, no dia 2.

UMA MOSCA NA SOPA DA MPB


30 setembro

Compositor e maestro americano, crítico de expressão, Virgil Thomson morre enquanto dormia, aos 92 anos, na suíte do Hotel Chelsea, em Nova York, em que morava há 49 anos.

3 novembro


Sururucu, RR, garimpeiros matam 5 índios yanomamis.

16 dezembro


A atriz italiana Silvana Mangano morre.

22 dezembro

Samuel Beckett, escritor irlandês, criador do “teatro do absurdo”, morre.

 

Articles View Hits
7101186

We have 504 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro