46 anos do Filme 'Easy Rider'


 

 

Clássico da geração hippie, filme 'Easy Rider' completa 46anos

No longa, dois amigos vão a Nova Orleans em busca da liberdade.
Produção faturou mais de US$ 60 milhões em todo o mundo.

 

28 jul. / 2014 - Clássico dos filmes da geração hippie, Easy Rider – “Sem Destino” tem a busca da liberdade em sua essência. Billy (papel de Dennis Hooper, que também dirige a produção) e Wyatt (Peter Fonda) deixam Los Angeles de motocicleta a caminho de Nova Orleans, no sul dos Estados Unidos. O objetivo dos dois é festejar o mardi gras, uma espécie de carnaval da região. Eles conseguem o dinheiro para realizar esse sonho depois de vender drogas.

Enquanto atravessam o país, os heróis da contracultura acabam se relacionando com pessoas tão marginalizadas quanto eles, como fazendeiros, o hippie que os leva a um acampamento e até mesmo o advogado vivido por Jack Nicholson, que tem uma boa condição financeira, mas não se identifica com a conjuntura do país. Ele acaba sendo um contraponto dos motoqueiros, já que, por muitas vezes, mostra a realidade que dificilmente vai ser mudada.

Sucesso de bilheteria

Na cruzada atrás de novos ideais, Billy e Wyatt encontram um Estados Unidos às avessas, completamente hostil, violento e preconceituoso. Easy Rider foi um enorme sucesso. Custou cerca de US$ 500 mil e faturou mais de US$ 60 milhões em todo o mundo. A forma como foi feito também revolucionou a indústria de Hollywood. Pela primeira vez, o consumo de drogas e a nudez foram tratadas de forma tão explícita. A narrativa da história também era dinâmica, o que ficava claro nas transições e até mesmo em cenas psicodélicas que tentavam representar o efeito do LSD.

Gravado em poucos meses, o filme gerou muita polêmica nos bastidores. Peter Fonda e Dennis Hooper protagonizaram inúmeras brigas. Muitos diziam que Hooper era visto constantemente bêbado e drogado, o que o deixava agressivo. O ator Rip Torn, que interpretaria o papel que ficou com Jack Nicholson, abandonou o projeto após Hooper ameaçá-lo com uma faca durante os encontros na pré-produção. O caso foi parar nos tribunais.

Depois de 45 anos de sua estreia, Easy Rider ainda consegue dar a dimensão do que foi o movimento hippie nos anos 60 e 70. O filme foi um grito de uma geração, revelando uma nova forma de ver os Estados Unidos e mostrando também que tudo tem um preço, inclusive a liberdade.

 

GNews - Dennis Hooper em 'Easy Rider' (Foto: globonews)
Ator e diretor Dennis Hooper gerou polêmica e protagonizou inúmeras brigas com Peter Fonda. Muitos dizem que ele era visto sempre bêbado e drogado, tornando difícil a convivência. (Foto: Reprodução/GloboNews) 

 

 

Ícone da contracultura, Sem Destino (Easy Rider) completa 46 anos

Texto: Arthur Caldeira/InfoMoto


Lançado em 1969, filme com Peter Fonda marcou a geração hippie e transformou definitivamente a motocicleta em símbolo de liberdade 



22 jul. / 2011 - “Um homem saiu em busca da América. Não a encontrou em lugar algum”, dizia o pôster do filme Easy Rider (traduzido como “Sem Destino” para o português). Em compensação, milhões de jovens de todo o mundo encontraram um ídolo, Peter Fonda, e a inspiração para sair em busca de seu próprio estilo de vida. Há 42 anos, exatamente em 14 de julho de 1969, jovens descalços e com roupas floridas aglomeravam-se na entrada do Teatro Beekman, em Nova Iorque (EUA), para assistir à estréia do longa metragem em solo americano.

Fonda, então com 29 anos, fazia o papel do hippie Wyatt em “Sem Destino”. Wyatt e seu companheiro Billy, vivido por Dennis Hopper, subiam em suas motocicletas e cruzavam os Estados Unidos. Fonda pilotou uma das mais famosas motos do cinema: a lendária Harley-Davidson FLH da Polícia transformada em uma chopper de garfo alongado e com a pintura da bandeira norte americana no tanque.

Com um roteiro despretensioso, “Sem Destino” contava a história dos dois hippies que, com o dinheiro de uma grande venda de cocaína, partiam da Califórnia em suas motos rumo à festa de Mardi Gras, o “carnaval” de Nova Orleans. No caminho, são presos e conhecem na cadeia o advogado alcoólatra George Hanson, atuação brilhante de Jack Nicholson em início de carreira que lhe rendeu a indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante.

Sob o efeito da maconha

O escritor e crítico de cinema americano Lee Hill conta no livro “Sem Destino” (104 páginas, Editora Rocco) que Peter Fonda teve a idéia para o roteiro em 1967, após fumar um “baseado” e olhar a foto de The Wild Angels (1966), que o mostrava junto a Bruce Dern em frente a duas motocicletas. Sob o efeito da maconha, nasceu da cabeça do filho de Henry Fonda a ideia do filme, que mudaria Hollywood para sempre, sintetizando os medos e as esperanças dos anos 60. “Eu e Dern seremos os caubóis modernos”, imaginou Fonda.

Com roteiro escrito em conjunto com Dennis Hopper e Terry Southern, “Sem Destino” foi filmado em apenas sete semanas com um orçamento de US$ 365 mil, modesto até para a época. Exibido pela primeira vez em Cannes em maio de 1969, o filme foi ovacionado em pé no Festival francês. Hopper, que dirigiu a produção, levou o prêmio de melhor diretor estreante.

“Sem Destino provou que era possível fazer bons filmes com baixos orçamentos. Foi um grande filme”, relembra Renzo Querzoli, 57 anos, diretor de filmes publicitários e também do documentário Alma Selvagem – Amor por Motocicletas (2007). “Mas também foi muito mais que isso. O filme tratava de drogas, prostituição e outros temas que, se ainda são tabus até hoje, imagine naquele tempo”, acrescenta Renzo, motociclista e que nos anos 60 já pilotava uma pequena Gilera de 175 cm³.

O professor de cinema da Universidade de Chicago, cineasta e crítico de renome, Roger Eberet compartilha da opinião. Tanto que coloca Easy Rider na lista dos Grandes Filmes, em seu site (www.rogerebert.com). “Algum dia seria inevitável surgir um grande filme sobre motocicletas da mesma forma que os grandes filmes de Velho Oeste fizeram todos perceber que eram uma legítima manifestação artística norte americana. Easy Rider é esse filme”, escreveu Ebert em sua crítica publicada em 1969.

“Sem Destino” retratou os anseios de grande parte dos jovens americanos do final da década de 60. Lançado um ano depois da revolta estudantil em Paris, o filme marcava o auge da contra cultura, do Power flower hippie, às vésperas do Festival de Woodstock, realizado em agosto daquele ano. Foi um sucesso de público. Faturou mais de 60 milhões de dólares em todo o mundo. Além da indicação de Nicholson a melhor ator coadjuvante, “Sem Destino” concorreu ao Oscar de 1970 na categoria melhor roteiro original.

Livre, em cima de uma moto

“Easy Rider” não foi o primeiro filme em que as motocicletas tinham um papel importante. The Wild One ("O Selvagem", 1953) com Marlon Brando fica com esse título. Mas além da efeméride de se tornar quarentão, o road movie de Fonda e Hopper é celebrado pois contribuiu para tornar a motocicleta um ícone de liberdade. Na época, Peter Fonda declarou que seu personagem representava aqueles que acreditam que a liberdade pode ser conquistada, que acreditam na possibilidade de ser livre em cima de uma moto ou fumando um cigarro de maconha. Quem não se lembra da cena em que Wyatt (Fonda) joga fora seu relógio antes de pegar a estrada?

“Aquelas motos não existiam por aqui. Nunca tínhamos visto motos daquele jeito”, relembra Querzoli. Tanto que no imaginário de muitos motociclistas as motos custom, chopper no estilo da moto Capitão América, são a tradução do espírito livre em duas rodas. A própria Harley-Davidson usa o chavão em sua publicidade.

Dois exemplares da famosa chopper com a bandeira dos Estados Unidos no tanque foram usados em Easy Rider. Uma delas foi queimada nas filmagens e a outra desapareceu misteriosamente do set. Para a felicidade dos fãs, na celebração dos 30 anos do longa foi construída uma réplica fiel com a ajuda de Peter Fonda, motociclista até hoje, e dos construtores do modelo original. Quem quiser ver ao vivo a moto mais famosa do cinema pode ir ao Harley-Davidson Museum, inaugurado em 2008 para celebrar os 105 anos da marca. Localizado em Milwaukee, Estados Unidos, o Museu traz ainda a moto de Billy (Hopper). Ou se preferir passe na locadora mais próxima, alugue o DVD e celebre: “Easy Rider” agora é quarentão.

Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

 

--------------------------------------------------------------------------------

Mil novecento e sessenta e nove (1969)
(Mário Pazcheco)

Marrocos
Jane Bowles faz um breve retorno breve a Tânger, voltado então à clínica.

América
O LSD produzido e traficado clandestinamente, como se fosse um tóxico, segundo uma pesquisa do Instituto Gallup, nos Estados Unidos, o número de usuários, entre estudantes de universidades, quadruplicou entre 1967 e 1969. 20 a 30% da juventude universitária norte-americana tomava LSD como quem fuma um cigarro.

Janeiro
A polícia de Nova Jersey apreende 30. 000 cópias do LP Two Virgins de John e Yoko.
John Cage começa a compor "cheap imitation" (imitação barata) leitura para piano (com operações de acaso) de "socrate" de Satie.

Inglaterra

2 jan. 
Começam as gravações do projeto Get Back de início parece uma boa idéia, mas logo os problemas começaram de novo. As gravações nos estúdios Twickenham, que para Ringo “parecia um grande celeiro”, segundo eles, a sensação era horrorosa, tinham que chegar cedo, e produzir algo, e segundo John “ninguém consegue produzir às 8h00 da manhã”. Não durou muito, e mais uma vez um Beatle teve uma discussão com Paul, dessa vez foi George, que queria colocar um riff de guitarra em "Two of Us", e Paul dizia que assim como "Hey Jude", George quis colocar guitarras, onde Paul como autor, disse que não ficaria bom, após essa desavença que é possível ser vista no filme Let it Be, George deixa a banda, no dia 10 janeiro.

A empresa ATV Music compra a Northern Songs, dos Beatles.

Carl Palmer funda o legendário grupo, Atomic Rooster.

Uma apresentação infeliz no Albert Hall de Londres, no começo do ano; precipita a ruptura do Jimi Hendrix Experience, que se despede numa excursão americana em março.
Jimi Hendrix, Buddy Miles e o baixista Billy Cox formam a Band of Gypsies, uma das primeiras bandas de rock formadas apenas por negros.

O rolling stone, Mick Jagger, alega que a polícia tentou plantar drogas na casa dele durante uma batida.

Mesmo ocupados com as múltiplas atividades que sua crescente reputação de “grupo sério” lhes traz, os membros do Pink Floyd ainda encontram tempo, para se dedicar à evanescente figura de Syd Barrett. Durante todo o ano, trancado em longas sessões no estúdio de Abbey Road, Gilmour e Waters conseguiram extrair do ex-parceiro as penúltimas gotas de sua inventiva. Apresentadas no álbum-testamento The Madcap Laughs ("O louco ri"), com que desejam garantir o sustento de Barrett pelos direitos artísticos.

17 jan. 
É lançado o LP Yellow Submarine sem muito interesse dos Beatles, foi sugerido que se lançasse um EP com as seguintes canções: lado a: "Only a northern song", "Hey Bulldog", "Across the universe"; Lado B: "All Together Now", "It´s All Too Much". O Ep Nunca será lançado.

França/ Cannes
18 jan.
 
Os Mutantes participam da Feira das Indústrias Fonográficas, evento realizado pelo MIDEM (Mercado Internacional do Disco e de Edições Musicais), o grupo recebe espaço na imprensa internacional.

Final de fevereiro
Coincidindo com o retorno do grupo e o lançamento do segundo álbum, surge na revista Veja, a reportagem Jingles: tigres, elefantes e agora Os Mutantes, enquanto isso, nas dunas de Cabo Frio, o grupo filma a campanha publicitária da Shell, que, seria veiculada em filmes pequenos na tevê e anúncios em quadrinhos nas principais revistas.

América
Março
Jefferson Airplane finalmente lançam um disco ao vivo, Bless it´s Pointed Little Head, registra quantos anos-luz eles haviam viajado desde o início da jornada e mostra àqueles que ainda não os tinha visto em cena como eles realmente eram quando podiam se soltar, sem o confinamento de um estúdio. Bless It’s Pointed Little Head tem algumas músicas novas e vários sucessos antigos como "It’s no Secret" e "Somebody to Love", transformada de um desafio pulsante a um holocausto sem precendentes. As harmonias doces davam lugar a acrobacias vocais incandescentes, com Marty e Grace empenhados em uivar piruetas muito acima do urro feroz da banda. Quando eles tocavam no Fillmore East, a Segunda Avenida rachou e tremeu. Nenhuma música tinha esse som até então.

Inglaterra
4 abr. 
The Beatles first gathered at an unknown indoor location somewhere in London. The Beatles and company then gathered outdoors next to the Madingley Club (on Willoughby Road). They first posed leaning against John's Rolls-Royce with the River Thames behind them. Venturing further down the road (which changes names to Ducks Walk) the Beatles came upon a dock and some boats. After only a few pictures are taken, John decided to change back into his black jacket. Boarding one of the boats, they sat and posed for pictures. After boarding another boat (the Fritz Otto Maria Anna), the Beatles left the dock for a voyage along the River Thames. They eventually made their way to a small mid-stream island where they waved back at the photographers on the mainland. Then it was time for the return trip back to the dock.

9 abr. 
Paul seems to have favored yellow socks during this period. He was also wearing them during the Voyage of the Fritz photo session.

14 abr. 
John and Paul recording "The Ballad of John and Yoko". During one of the days shortly thereafter, the Beatles and Yoko gathered for a quick photo session to promote the single's release. The location for the session, with Linda McCartney as photographer, was the garden at Paul's Cavendish Road home.

Brasil
Fins de abril
Feira de Utilidades Domésticas, os Mutantes fazem duas apresentações num mesmo dia, na área de shows da UD montada no Parque do Ibirapuera, tocando para uma platéia de 3.500 pessoas.

Canadá
Maio
Jimi Hendrix é detido no aeroporto internacional de Toronto. Acusado de porte de drogas. Jimi alega que o pacote de heroína fora na verdade plantado em sua mala pela própria polícia para permitir um flagrante. Os canadenses estariam querendo usá-lo como um exemplo para afugentar os hippies e desertores americanos que atravessavam a fronteira em número cada vez maior. Ele foi solto sob uma fiança de 10.000 dólares, ainda em tempo para o concerto no Maple Leaf Garden. O processo se estendeu até 15 de dezembro. Depois de oito horas e meia de reunião, o tribunal do júri declarou-o inocente da posse de haxixe e heroína.


É lançada, a ópera-rock Tommy consagra em definitivo o Who no Olimpo do rock mundial, consolidando a carreira de uma banda até então atolada em dívidas pela quebra constante da aparelhagem de palco.

5 mai. 
As gravações continuavam simultaneamente com a mixagem do projeto Get Back, que Paul ainda queria lançar, mas ainda sim Paul quer gravar mais um disco, entra em contato com George Martin para produzi-lo, que aceita, contanto que fosse como nos velhos tempos, a concepção de que iriam gravar um novo disco: muitas canções já vinham sendo gravadas, canções como: "I Want You", "She Came in Through the Bathroom Windows", "Oh! Darling", "Octopus´s Garden", e outras como "Mean Mr Mustard" e "Polythene Pam".
Cinco dias depois Os Beatles finalizam o mais fantástico álbum que eles haviam feito, o mais inspirado e o mais bem tocado.

Brasil
Meio de maio
O fotógrafo, Jean Solari; da revista “Realidade”; registra o ensaio fotográfico que re-apresentará o grupo à grande imprensa. Durante a sessão de fotos, Arnaldo Baptista repete o golpe da tipóia. Só depois de posar com Rita e Sérgio, na cobertura do Edifício Copan, no centro da cidade, é que Arnaldo revela a farsa. Arranca o gesso e o joga sobre o estupefato repórter Dirceu Soares.

28 mai. 
Revista Veja matéria, Glauber, filmes para o mundo.

30 mai. 
"The Ballad of John and Yoko" was issued as a single, backed with George's "Old Brown Shoe", in the UK and June 4th 1969 in the United States.

Junho
Aporta nas bancas, o número 39 da revista Realidade, com a matéria “Os Mutantes são demais” frase-título de Caetano Veloso.

Rodolfo Braga toca contrabaixo no Islander's, conjunto de domingueiras.

Os integrantes do Beat Boys moram em uma pensão em São Paulo no Tremembé. Tocavam Cream o dia inteiro. Eram discípulos dessa banda, ninguém tocava como eles naquela época: “Tínhamos um disco deles, gravado ao vivo (Wheels of Fire), que tinha "Spoonful", "Politician" e "Crossroads", que eram verdadeiras hecatombes sonoras. Levamos esse som a todos os cantos e recantos de São Paulo. Ficamos com um grande prestigio no meio por tocar esse som poderoso e sem fazer versões, ou seja, assimilamos a forma de pensar totalmente livre deles e a jogamos para fora, também totalmente livre, da nossa maneira”. (Willy Verdaguer).

4 jun. 
Revista Veja matéria, Quem faz pressões em Cannes?.

Inglaterra
Jeff Beck tira Ron Wood do Jeff Beck Group.

9 jun. 
Segunda-feira. A edição da Folha Ilustrada descreve as Guitarras de Ouro manufaturadas por CCDB, bem como bela foto de um dos últimos modelos: a Guitarra-baixo de Ouro, toda trabalhada em jacarandá. Essa era uma reportagem que a CACEX obteve. Já com o intuito de se exportarem as guitarras.

20 jul. 
A ficção se torna realidade: Neil Armstrong, comandnte da Apollo XI, é o primeiro homem a imprimir a sua pegada na superfície lunar.

20-21 jul. 
Salvador. Teatro Castro Neves, Caetano Veloso e Gilberto Gil acompanhados pelos Novos Baianos, sob intensa alegria e vibração do povo baiano promovem o show “Barra 69”, é a despedida.
Aplaudidos como nunca, Caetano e Gil, cantam e dançam o Hino do Esporte Clube Bahia a seguir detonam Aquele abraço. Vendo e ouvindo, tamanha vibração da platéia baiana, cantando em peso o refrão de Madalena um emocionado Gilberto Gil grita a pleno pulmões pelos microfones: “quero ver todo mundo cantar, todo mundo contente, assim eu vou morrer feliz!”.

3 jul. 
Cotchford Farm. Brian Jones morre afogado em sua piscina, segundo a versão oficial, sob a influência de álcool e drogas. Também estavam na casa de Brian Jones sua namorada, Anna Wohlin, e Janet, uma enfermeira. As duas "me contaram a mesma história e que não tinha havido [nenhuma] festa", afirmou o diretor. Uma nova pista indica que o músico foi assassinado por causa de uma dívida de US$ 14 mil.

Stephen Woolley, chegou a "contratar detetives particulares para encontrar pessoas que estiveram com ele naquela noite" e sustenta que ele foi assassinado por Frank Thorogood, um operário que trabalhava em sua mansão.

5 jul.
The Rolling Stones realiza um show gratuito no Hyde Park, em Londres, Inglaterra, para mais de 250 mil fãs; seria o primeiro concerto deles na Inglaterra desde 1966 e serviria para apresentar seu novo guitarrista, Mick Taylor; contudo, tornou-se uma homenagem a Brain Jones, encontrado morto dois dias antes; Mick Jagger leu um poema de Shelley e dedicou-o a Jones; também se apresentaram as bandas Family, Battered Ornaments, King Crimson, em sua estréia pública, Roy Harper, Third Ear Band, Alexis Korner's New Church e Screw.

O The Who lança na Inglaterra um compacto com "I'm Free" e "We're Not Gonna Take It", músicas que iriam fazer parte do álbum Tommy.

Durante uma semana o The Who apresenta-se no Royal Albert Hall em Londres, Inglaterra; no último dia de show, Teddy Boys, uma banda amadora, invadiu o saguão da casa de espetáculos e iniciou um tumulto, que forçou a intervenção da polícia; desde então, os shows de Rock foram proscritos do teatro.

O Led Zeppelin apresenta-se no Atlanta Pop Festival, Atlanta, Georgia, Estados Unidos, dando início à sua terceira turnê pela América do Norte.

Julho 
Na edição do verão de 1969, o Festival da Ilha de Wight, ao largo da costa sul britânica, reuniu um quarto de milhão de pessoas que aclamaram triunfalmente o homem que, 4 anos antes tinha sido escorraçado de Newport: Bob Dylan quebrava o silêncio auto imposto com um concerto memorável, acompanhado pela The Band, integrando o grande elenco do festival. 
A ilha foi tomada por uma verdadeira horda de hippies, vindos de todas as partes da Europa Ocidental, e também da Austrália, Canadá e Estados Unidos. Desde o começo do verão, 120.000 hippies haviam ajuntado-se no Hide Park em Londres, 250.000 em Nova York, e 15 dias depois, quase 500.000 hippies celebraram freneticamente o verão americano nos acres da fazenda em Bethel, perto de Nova York. Os sociólogos, perplexos, puseram-se a indagar: “É uma nova revolução cultural?”.

John Sinclair, o empresário do bem-sucedido MC5, é mandado para a prisão por dar dois baseados para uma policial disfarçada.

3º jul.
Realização do Newport Jazz Festival, que prosseguiu até o dia 06, em Newport, Rhode Island, Estados Unidos, com mais de 78 mil pessoas; apresentaram-se: Jeff Beck, Blood Sweat and Tears, Jethro Tull, Ten Years After, Sly and the Family Stone, Led Zeppelin, James Brown; foi a primeira vez que grupos de Rock apresentaram-se em um tradicional festival de Jazz; também foi a última vez.

7 jul.
A revista Fusion publica uma longa e elogiosa crítica do disco Tommy, do The Who.

Agosto
O Airplane lança Volunteers, outro disco com toques políticos, anunciando uma revolução que batia às portas e criando casos administrativos com o verso “up against the coall, motherfucker”.
Estranho, introspectivo, arredio, Marty Balin sai do Airplane, após a obra prima Volunteers, reclamando o ritmo intenso de apresentações: “É impossível escrever em quartos de motéis. Chegávamos e fazíamos um álbum tão depressa que muitos não valiam nada. Gosto de elaborar as coisas antes. No Airplane nunca se estava sozinho. Cada um entrava no seu próprio mundo e era difícil trabalharmos juntos”.

Jeff Beck Group é desfeito.

 

zzz1615zzz1617 atos perpétuos...

9 ago.
Charles Manson planeja e manda executar o terrível assassinato em massa. Na mansão de Nenedict Canyon, Sharon Tate, a linda atriz, grávida de oito meses e meio, e seis pessoas são assassinados e mutilados.

15-16-17 ago.
Acontece a feira de Woodstock, que, sem dúvida, é o mais importante e significativo concerto de rock da contracultura: três dias e três noites de verdadeiro ritual hippie: uma “tribo” de 400 mil pessoas, sob chuva e lama, celebrando o espírito hippie: a religião da paz, amor e muito som, numa grande manifestação pacífica no pasto da fazenda do Sr. Max Yasgur, na cidade de Bethel, interior do estado de Nova York.
Entre as estrelas, a magia de Jimi Hendrix, o blues kósmico de Janis Joplin, a garganta etílica e não menos blues de Joe Cocker, a forte presença cênica do Who, o lirismo campestre e acústico do quarteto Crosby, Stills, Nash e Young, a velocidade alucinante e incomparável de Alvin Lee o guitarrista do Ten Years After, o descendete de mexicanos Carlos Santana, mostrando a importância dos ritmos latinos, o grupo Sha Na Na revivendo a época de ouro do rock’n’roll, além de Ritchie Havens e Sly Stone, representando o que de melhor havia na música negra daquela época.

20 ago. 
É a última vez que os quatro Beatles entram juntos em um estúdio para gravar.

22 ago.
John and Yoko's home in Tittenhurst Park was the location for the final photo session showing the four Beatles together, an historic event which took place on Friday, two days after their last recording session together. It was caught by the cameras of American photographer Ethan Russell, veteran Daily Mail man Monte Fresco, and the Beatles' assistant Mal Evans. Some amateurish film footage was also shot on this day.

Setembro 
O conjunto The End, lança o LP Introspection (Decca SKL R5015), as músicas "Shades of orange" e "Loving sacred loving" ambas de autoria “Wyman (Rolling Stones)/Gosling”. Quinze anos depois, esse par de canções serão comercializadas como out-takes dos Beatles e Stones juntos em gravações do LP Satanic Majesties.

26 set. 
Os Beatles lançam Abbey Road que chegará rapidamente ao primeiro lugar, o disco mais vendido no ano de 1969.

Novembro 
É editado o poema de Jim Morrison Ode a Los Angeles enquanto penso em Brian Jones. Falecido.

Caetano e Gilberto Gil assistem a um show de John & Yoko em Londres.

Lizzie Bravo ganha uma colher de pau dada por John Lennon e autografada por ele e Yoko.

A venda do grupo Status Quo com a imagem-comercial-do-Flower-Power quase os leva à dissolução.

Brasil
Guanabara. Toma posse Alyrio Cavallieri, “o melhor juiz de menores que esta cidade já teve”. Sério, humanista, trabalhador, ficou famoso por suas decisões, nem sempre seguindo a lei ao pé da letra, mas sempre pensando na criança em primeiro lugar. Causou polêmica quando proibiu que uma butique de Ipanema mantivesse o nome de Marijuana. Não deixou que Pedro Bloch lançasse uma peça teatral com o título “LSD”. Foi um personagem carioca, embora tenha nascido em Minas.

Setembro
A execução sem interrupção da mais bem sucedida de Tommy a ópera rock ganha novo corpo com a fúria da performance ao vivo que leva a crítica americana a jorrar adjetivos na estreia do The Who tocando “Tommy” no lendário Fillmore East, de San Francisco, pois em Woodstock a execução da peça fora fragmentada.

12 outubro
A polícia da Califórnia invade um rancho à procura de ladrões de automóveis. Depara com 26 pessoas, das quais dezessete eram mulheres, todas armadas de facas e seminuas. À primeira vista, parecia ser um grupo de simples marginais disfarçados de hippies. Contudo, o caso complicou-se. Embora o chefe, Charles Manson, fosse velho conhecido da polícia, como marginal de segunda classe, havia conseguido exercer sobre aquele grupo, através do sexo, das drogas e até do hipnotismo, um estranho domínio. O bando era conhecido como A Família, e Charles Manson era chamado “Jesus, e as mulheres as escravas de Satã”.

A ligação de Manson com o caso Tate foi logo estabelecida. Uma “escrava” sob o transe da droga, confessou que o grupo cometia crimes rituais. O administrador do rancho declarou que Sharon Tate tinha visitado o local várias vezes. Finalmente o próprio Manson e algumas de suas mulheres confessaram sua participação no bárbaro crime coletivo, e a polícia aproveitou para tirar uma bela casquinha. O chefe da A Família foi condenado à morte, e mais tarde, como a pena de morte tivesse sido abolida na Califórnia, à prisão perpétua.

Brasil
30 outubro 
O general Emílio Garrastazu Médici inicia a fase do “Milagre Brasileiro”.

Dezembro
Os Rolling Stones resolvem encerrar sua excursão americana de forma apoteótica com um grande concerto grátis no autódromo de Altamont, e, quem sabe? Ofuscar o recente festival de Woodstock, cerca de 300 mil pessoas acorreram à Califórnia. À falta de organização do espetáculo foi inadequada, apressada e improvisada e levando em consideração que as sugestões sexuais de Jagger e a violência das canções "Midnight Rambler" (Jagger leva ao paroxismo sua coreografia que sugere sadismo, deboche, estupro) e "Street Fighting Man" (Mas o que pode fazer um garoto duro à não ser cantar numa banda de rock and roll), excitavam em demasia o público. A seção californiana da tournê antecipa o clímax final: um jovem agride Keith e Mick quando desembarcam do helicóptero para um concerto talvez esse ato refletisse na contratação pelos Stones do grupo de motoqueiros Hell’s Angels, conhecido por sua violência, para atuar como força de segurança em Altamont.

À noite, os ânimos acirraram-se justamente quando os Stones tocavam "Sympathy for the Devil", com brigas entre os espectadores. Um assustado Mick Jagger diria depois que “sempre acontece algo estranho quando tocamos essa canção”. E, sintomaticamente foi durante a execução de "Under My Thumb" que Meredith Hunt um rapaz negro de 18 anos que estaria empunhando uma arma, foi morto a pauladas e tacos de bilhar pelos Angels a poucos metros do próprio palco. “Vimos um tipo vestido de verde a dançar e depois uma grande confusão”, o cinegrafista filmou o crime sem perceber o que se passava. Quando o show terminou, quatro pessoas estavam mortas: duas atropeladas, uma afogada e uma esfaqueada. Foi um choque violento no mito pacífico e revolucionário que Woodstock tinha ajudado a criar em torno dos festivais. E houve quem atribuísse as desgraças ao satanismo dos Stones que, por via das dúvidas, nunca mais dedicaram canções ao Diabo.

Kosmic Blues Band, tendo Sam Andrew (do Big Brother) na guitarra-base; Bill King, órgão; Marcus Doubleday, trompete; Terry Clementes, sax alto (ambos anteriormente do Electric Flag e Buddy Miles Express; Brad Campbell, contrabaixo e Ron Markowitz, bateria. Excursionaram até dezembro, mas nunca passaram de uma banda de fundo de palco. Sem conseguir recriar o clima mágico das apresentações de Janis com o Big Brother. Se os resultados artísticos dessa mudança não decepcionaram, no nível pessoal, Janis em momento algum se declarou satisfeita. Sem o apoio dos velhos parceiros – apenas o guitarrista Saw Andrews, a cantora passa a viver uma fase de total desestruturação, o que nem o sucesso do LP I got thel ol’Kosmic Blues again Mamma", consegue equilibrar.

O empresário Michael Jeffrey faz com Hendrix assine um papel isentando-o e indenizando-o por todos os futuros processos que o guitarrista pudesse sofrer na Grã-Bretanha.

Jimi Hendrix apara o cabelo, reduz a quantidade de anéis e colares. Com a palavra, o rei: "Isso já foi importante para mim. agora não é mais. (...)
O que é importante? Minha música e minha mente é o que conta. Quanto a elas, me sinto ilimitado. Tentei sempre fazer minha música honestamente e se as pessoas não me entendem é porque não ouviram direito. Até Electric Ladyland eu queria basicamente pintar paisagens do céu e da terra com a guitarra para as pessoas se soltarem dentro delas. Sofri muitas mudanças, descobri muitas coisas que ainda não contei. Gostaria agora de pintar a realidade de uma forma simbólica capaz de levar as pessoas a pensar. (...)
Eu sou tantas raças... como poderia tocar uma música... como poderia trair uma dessas raças, se eu sou todas elas ao mesmo tempo? Tenho pensado muito sobre o futuro, sobre essa era em declínio. Mas não quero acabar, quero continuar, vá para onde for o futuro. (...)
Talvez escrevendo mais para os outros, fazendo arranjos. Talvez com uma orquestra... não uma dúzia de harpas e violinos mas uma banda de verdade para que eu possa reger músicos competentes... e talvez algo visual como filme ou slides que alarguem aquilo que a música quer dizer. Assim tudo poderia ser novo, excitante. Acho que é isso que virá. Música é tão importante agora. Política já teve sua importância e é a música e as artes que vão mudar o mundo. Aprecio Straus e Wagner - eles são muito bons. Acho que servirão de base dessa minha nova música. (...)
Mas acima de tudo, quero "blues" e um pouco de western tudo misturado. Estamos tentando fazer um terceiro mundo acontecer mas ainda há tanta coisa para aprender, tanta coisa nova para fazer. Como o mundo, a música está ficando pesada demais... quando, como o mundo, a música fica assim pesada eu simplesmente quero me chamar hélio, o gás mais leve que o homem conhece".

The Left Banke separam-se.

Brasil
Final do ano
Glauber e Affonso Beato saem do país.

Artes Plásticas
John Cage de parceria com calvin sumsion realiza a série de objetos-poemas - "plexigramas" - sob o título not wanting to say anything about marcel duchamp (não querendo dizer nada sobre marcel duchamp).

O Itamaraty proíbe uma exposição no MAM do Rio de artistas selecionados para a VI Bienal de Paris. A X Bienal Internacional de São Paulo é boicotada por artistas estrangeiros.

Acontece o "Salão da bússola" no MAM carioca, cuja principal característica deveria ser a apresentação de artistas emergentes. Com o acirramento da censura, o evento se transforma num dos mais importantes do final da década: além de apresentar trabalhos de vanguarda, inclui obras censuradas pelo governo em outros salões.

A retrospectiva Tarsila: 50 anos de pintura, organizada pela crítica de arte Aracy Amaral e apresentada no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM/RJ e no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo - MAC/USP, ajudam a consolidar a importância da artista.

Di Cavalcanti - ilustra os bilhetes da Loteria Federal das extrações da Inconfidência Mineira, São João, Independência e Natal.

Lasar Segall – Exposição póstuma
Penápolis SP - Obra Gráfica de Lasar Segall, na Fundação Educacional de Penápolis. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Penápolis.

Ismael Nery – Exposição póstuma
São Paulo SP - 10ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal.

John Graz - São Paulo SP - Individual, na Galeria Opus.

Antonio Gomide – Exposição póstuma - São Paulo SP - Antonio Gomide: aquarelas e desenhos, em A Galeria.

Victor Brecheret - Exposição Póstuma - São Paulo SP - Victor Brecheret: retrospectiva, no MAB/Faap.

Literatura
Samuel Rawet lança O terreno de uma polegada quadrada, Orfeu.
A professora Lúcia Helena, da Faculdade de Letras da Universidade do Estado da Guanabara, ganha o prêmio Esso de Literatura com ensaio intitulado Rawet em questão.

Edgard Carone lança. A Primeira República e República Velha, São Paulo; Difusão Européia do Livro.

Roberto Pontual lança “Dicionário das artes plásticas no Brasil”. Apresentação de Antônio Houaiss. Textos de Mário Barata et al. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

"The Making of a Counter Culture - Reflexões sobre a sociedade tecnocrática e sua oposição jovem" - de Theodore Roszak, o sociólogo afirma: “Muito do que está acontecendo agora de novo, provocante e engajado na política, na educação, nas artes e nas relações sociais (amor, corte, família, comunidade), é a criação ou da juventude, que se acha profundamente, e até fanaticamente, alienada da geração de seus pais ou daqueles que se dirigem primordialmente aos jovens”. - Em sua crítica ao mito tecnocrático da “consciência objetiva”, Roszak sugeria que uma cultura que subordina ou degrada a experiência visionária comete o grave erro de diminuir a qualidade de nossa existência.

É encontrado o único livro escrito por Neal Cassady o menos literato dos beats. “O primeiro terço” é um relato autobiográfico que ficou anos esquecido em gavetas. Contém, além da narrativa da vida errante de Neal até os 8 anos de idade (O Primeiro Terço propriamente dito), aquilo que, na verdade, é o material mais interessante: cartas de Neal Cassady a Jack Kerouac.

Discografia
Mutantes segundo álbum do trio paulista talvez seja o mais assombroso LP de rock do ano.

"A coisa mais linda que existe", letra de Torquato Neto é gravada no LP de Gal (com Gilberto Gil).

The Shaggs gravam Philosophy of the world. Suas 12 faixas foram produzidas e acompanhadas por Austin Wiggin Jr., pai das três irmãs Shaggs (Betty Wiggin - guitarra-ritmo e vocais/Helen Wiggin ritmo atravessado e Dorothy. (Dot) Wiggin guitarra líder - arranjos e vocais). Sem o tino comercial de um Coronel Parker ou um Brian Epstein, Austin Wiggin que lutava para que as filhas construíssem um império musical, ficou só com 100 cópias e ainda perdeu um sinal para o selo do disco...

The Grateful Dead com um novo tecladista, Tom Constanteen, gravam Aoxomoxoaem.

It’s a Beautiful Day, realiza seu auto-intitulado álbum-debut, pela Columbia.

Forever Amber LP, The Love Cycle.

Sai o terceiro LP Ultimate Spinach.

O álbum Trout Mask Replica, de Captain Beefheart e The Magic Band, é produzido por Frank Zappa que promove uma desconstrução do blues com toques psicodélicos.

White Noise – An Electric Storm (1969).

The Zombies lançam o compacto "Time of the Season", com grande sucesso.

King Crimson, lança seu primeiro LP In the Court of the Crimson King.

Procol Harum lança o álbum Salty Dog.

É lançado Soft Machine Volume II.

O primeiro álbum do Free chama-se Tons of sobs.

Cinema
Pobre príncipe encantado (1969) direção Daniel Filho com Wanderley Cardoso.

José Mojica Marins dá início à sua obra-prima: Bacanal dos Sádicos, que depois passará a se chamar Ritual dos Sádicos e, finalmente, O Despertar da Besta.

A Mulher de Todos. (Direção Rogério Sganzerla).

O dragão da maldade contra o Santo Guerreiro (Glauber Rocha).
Ficção, longa-metragem, 35mm, colorido (Eastmancolor). Rio de Janeiro, 1969. 2.600 metros, 95 minutos. Companhia produtora: Mapa Filmes; Distribuição: Mapa Filmes; Lançamento: 9 de junho de 1969, Rio de Janeiro (Bruni - Flamengo, Bruni Copacabana, Bruni - Ipanema, e outros cinemas do circuito Lívio Bruni).
1969 - Melhor direção no Festival de Cannes.
Prêmio Luiz Buñuel, conferido pela crítica espanhola.
Prêmio Cinema de Arte, conferido pelos exibidores internacionais no Festival de Cannes.
Prêmio Melhor Diretor, conferido pelo Instituto Nacional de Cinema do Brasil.
O primeiro filme a ilustrar uma capa da revista Cahiers du Cinemá em cores. Escolha unânime do corpo editorial.

Blue movie / Fuck. (Andy Warhol).

Easy Rider - Um dos melhores filmes realizados nos Estados Unidos na década de 60. No Brasil, (Sem Destino), dirigido por Dennis Hopper em 1969, é uma daquelas produções que sempre vale a pena ver de novo, quer pelas interpretações de Peter Fonda, Jack Nicholson e Hopper, pela visão crua de um sonho que ganhou corpo no linho amortecido de um travesseiro que já nasceu condenado, ou mesmo pela trilha sonora, que inclui The Jimi Hendrix Experience, Steppenwolf, The Byrds, The Holy Modal Rounders, Fraternity of Man, The Eletric Prunes e Roger McGuinn.
Depois de vender cocaína perto da fronteira mexicana os motociclistas Wyatt (Fonda) e Billy (Hopper) partem pelas estradas do sudoeste com destino a Nova Orleans. Em suas andanças, sempre mal acolhidos pelos cidadão conservadores por causa de seus modos excêntricos, visitam uma comunidade agrícola hippie e são presos por um pretexto tolo, fazendo amizade na cadeia com um advogado bêbado, George Hangon (Nicholson). O itinerário do trio destina-se a um desfecho brutal.

Revolution - Documentário – Colorido – 90 minutos. Direção: Jack O’Connell. Pseudo-cinema verité sobre o bairro de Haight-Ashbury e o “Verão do Amor”. Participam: Country Joe & The Fish, Quicksilver Messenger Service, The Steve Miller Band e Mother Earth.

Obituário
3 julho
Morte de Brian Jones (Lewis Brian Hopkin Jones), afogado em sua piscina em condições não totalmente esclarecidas, em Londres, Inglaterra; nasceu em 28 fev. / 1942, em Cheltenham; guitarrista, foi um dos mentores do The Rolling Stones; foi o responsável pela criação da imagem contestadora e rebelde da banda, em oposição à imagem de bons moços do The Beatles; também foi responsável pelos experimentalismos da banda em canções como Paint It Black, Lady Jane, Under My Thumb, Ruby Tuesday, Let's Spend the Night Together e 2000 Light Years from Home; desligou-se da banda em junho de 1969, alegando diferenças musicais; seu desejo era conhecer e trabalhar sons das tribos da África; Pete Townshend, do The Who, escreveu um obituário de Jones intitulado "A Normal Day For Brian, A Man Who Died Everyday".

Jack Kerouac (1922-1969). Drogas atraíam Kerouac mais como tema que como material de consumo. Exceto ocasionais fumadas (como as de “Os Subterrâneos” e do final de On the Road) e a benzedrina como estimulante, preferia mesmo a bebida, principalmente vinho licoroso, que acabou por destruí-lo, transformado em alcoólatra irrecuperável, e provocando a hemorragia no estômago que o mataria na Flórida, aos 49 anos. Deixa US$ 91,00 para seus herdeiros.

Guilherme de Almeida, intelectual paulista (1890-1969).

Otto Dix (1891-1969).

Walter Gropius (Berlim, 1883 – Boston, 1969)
Aos 28 anos já assinava importantes projetos arquitetônicos. Em 1919, fundou a Arbeitsrat fur Kunst, associação de artista de vanguarda que viria a trabalhar na Escola de Bauhaus mais tarde. Fugindo do nazismo, mudou-se para os Estados Unidos em 1937, onde passou a dirigir a Escola de Design de Harvard. Deu aulas para o chinês I.M. Pei, responsável pela modernização do Museu do Louvre, em Paris.

Ludwig Mies van der Rohe (Aquisgrana, 1886 – Chicago, 1969).
Em 1905 conheceu Gropius e Le Corbusier, que também estudavam em Berlim na época. Ao entrar no quadro de professores da Bauhaus, em 1930, contabilizava dezenas de obras espalhadas pela Europa. Emigrou para os Estados Unidos em 1937 onde assumiu o Departamento de Arquitetura do Instituto de Tecnologia de Illinois, em Chicago.

 

Articles View Hits
6095927

We have 453 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro