Busca

Delicious

Comentários

  • Anos 70: A TENDA DO CALVÁRIO
    Amigo você precisa pesquisarantes de escrever. Alan Kraus era baixinho e cabelos crespos escuros, usava óculos. O cara que você está confundindo com o Alan era o Léo Wolf, alemão alto, cabelo liso tipo Johnny Winter.
    23.07.14 18:33
    Por Manuel
  • Allen Ginsberg judeu e homosse...
    dia 24/07 - NOITE BEAT'14 - homenagem aos ginsberg pelos trinta anos da tradução de Uivo, com leituras, performances, exposição local: cemitério de automóveis - rua frei caneca, 384 - sp organização : Ivone fs e guilherme ziggy https://www.facebook.c...
    23.07.14 16:12
    Por Ivone fs
  • Neuras Planetóides: quando o a...
    Belo texto descritivo, Mario!!
    23.07.14 01:20
    Por rockabilly69
  • Os 32 anos de luta do Sindicat...
    Ja morei nos anos 80 no guará e não tinha conhecimento dessa sede. Vim do Maranhão em 86 e sempre curtir reggae, até hoje curto, tenho algumas revistas e gostaria de saber como doar a vocês. Favor aguardo resposta
    21.07.14 14:41
    Por Luiz Diogo
  • Estética e ideologia: o Modern...
    esse site é muito legal.
    11.07.14 21:00
    Por milena mila
  • Estética e ideologia: o Modern...
    esse site é muito legal
    11.07.14 20:59
    Por milena mila
  • Estética e ideologia: o Modern...
    isso é uma porcaria.
    11.07.14 20:56
    Por jhonatassantos
  • As drogas ilegais
    Carai to muito lombrado pensei que ja passou mais nada ainda to meu quarto to lombrando
    06.07.14 17:28
    Por Gabriel
  • 50 anos de 1964
    Mensagem pessoal: Preciso saber com urgencia a data em que o documentario The Beatles Come to Town passou ai no Brasil pela primeira vez antes do filme 'O Rato na Lua'? Voce pode me ajudar?
    22.06.14 17:16
    Por Isa Webb
  • 20 Poemas de Silas Correa Leit...
    Caro Silas, é um grande prazer ler seus poemas! Neoliberalismo, mariposa e genuflexório, são ótimos! Síntese do pensamento bem feito, sem sobras, sem faltar nada, no formato de pura arte. Um grande abraço do amigo, Salvino
    19.06.14 23:07
    Por Salvino
  • Neuras Planetóides: quando o a...
    Adoro!!!
    19.06.14 14:50
    Por Rosangela
  • Ozzy Osbourne: Um tributo a Ra...
    Randy rhoads pra sempre
    16.06.14 06:08
    Por kurt
  • Lennon: 'Veja' entrevista bióg...
    Também sou uma viúva do nosso John Lennon Logo que eu puder vou comprar o seu livro e guardar na minha "memorabília beatles". Um Grande Abraço x x x x x Vittola
    08.06.14 00:23
    Por
  • Compre! Agora! 10.000 dias de...
    Salve Mário. Acabei de terminar a leitura dessa obra magnífica que escrevestes, por essas e outras é que tu és um dos meus heróis desde adolescente, essa obra é uma forma de mostrar que a cena rock no DF e entorno não foi só a trilogia Legião/Paralam...
    30.05.14 22:05
    Por
  • Janis Joplin Pérola na noite c...
    diva e linda janis joplins
    30.05.14 00:56
    Por
  • Jimi Hendrix: Acidente, suicíd...
    seria muito bom criar uma pagina,tem muita coisa boa aqui!!!
    25.05.14 18:48
    Por
  • Museu revela o tamanho do pêni...
    nosssa pra que nos precisamos dessa informaçao ?
    20.05.14 00:33
    Por
  • Neuras Planetóides: quando o a...
    massa!!!
    17.05.14 14:56
    Por
  • No ar: A Primeira Sinfonia de ...
    Muito grato pela divulgação do vídeo e da sinfonia, amigo Mário Pacheco! Tudo de bom para você e os visitantes desta página! Cláudio Cláudio César Dias Baptista - CCDB
    09.05.14 23:48
    Por
  • Inscrições: Primeiro Concurso ...
    como se faz opar se inscrever nesse concurso de poesias ... e outros ?
    04.05.14 12:32
    Por
Nós temos 1036 visitantes online
radio online

James McCartney: Filho de Paul McCartney faz sua primeira turnê!

Atenção, abrir em uma nova janela. PDFImprimirE-mail
Avaliação do Usuário: / 9
PiorMelhor 
James McCartney: Filho do Paul McCartney  faz sua primeira turnê!
Coitado do James McCartney! Ele não queria tirar vantagem em cima do nome do seu pai famoso mas, não conseguiu escapar na hora de embarcar para a sua primeira turnê.
Muita gente não tem nem idéia de que Paul McCartney tem um filho, ainda mais, fazendo um tentativa na direção de uma carreira musical. A verdade é que filho mais novo do Paul e da Linda, um tipo quietão, acaba de embarcar na sua primeira turnê pelo Reino Unido que, apropriadamente, iniciou-se na cidade de Liverpool na noite do dia 25 de fevereiro e chegará em Londres no mês que vem.
O que é surpreendente é o fato de não houve nenhuma fanfarra e falatório. Os filhos das celebridades, com talento ou não,  geralmente sentem-se com o direito às luz dos holofotes e a bajulação da imprensa. James no entanto, está tocando em clubes pequenos e sua página no MySpace, o primeiro lugar usado pelos músicos que estão começando carreira, possuía até a semana passada apenas 232 “amigos”, menos do que muito aluno de escolinha do interior.  Só para comparar, Dhani Harrison , filho do George Harrison tem em torno de 18.600 “amigos” afiliados à sua banda thenewno2 (o novo número 2).
James não está usando nenhum blog, tweeter ou qualquer outro método usado pelas bandas novas para tentarem infiltrarem-se na consciência da nova geração. A única fotografia no seu site não mostra o seu rosto.
Até parece que ele não quer ser julgado e comparado com seu pai que é indiscutivelmente um dos mais populares compositores mundiais. E por que deveria? Agora, aos 32 anos James já escondeu-se das luzes por tempo até demais e, em atividades modestas, tendo até trabalhado por um tempo como garçom na cidade praieira de Brigton. Mesmo quando ele começou tocar em outubro do ano passado ele o fez de forma escondida usando “Light “ como sendo seu nome artístico. (Light pode significar “luz” ou “leve” e eu acho que neste caso ele quis dizer “leve”)
A geração feminina nascida dos Beatles teve a idéia mais acertada onde,  destacamos a Stella e a Mary McCartney que, conseguiram construir carreiras de sucesso como estilista de moda e fotografa respectivamente. É claro que o papai famoso ajudou a abrir algumas portas iniciais mas, pelo menos, trabalhar numa área diferente da do pai, significa não ter que conviver diariamente com o complexo de inferioridade.
Os homens, entretanto, parecem que não conseguiram evitar os seus destinos musicais. O filho do Ringo Star, Zak Starkey tornou-se num grande baterista tendo tocado com nada mais nada menos que The Who e Oasis. Sean Lennon ajustou-se muito bem, transformando-se num artista cultuado tendo trabalhado com Beastie Boys, Marianne Faithfull e Mark Ronson. Até Julian Lennon que em 1991 chegou emplacar no décimo lugar da parada de sucessos com a música Saltwater lançará, agora no final de 2010, depois de 12 anos, seu álbum solo.
James até parece feliz em, usando seu famoso sobrenome, juntar-se aos filhos dos Beatles, submeter-se às inescapáveis comparações desagradáveis e inevitavelmente mencionar a letra B como uma das suas maiores influências: “Minha música é inspirada nos Beatles, Nirvana, The Cure, PJ Harvey, Radiohead  e, muita música boa”. É sua resposta.
Muito embora sua música seja um tipo de pop/rock bem convencional, ela soa razoavelmente diferente da do seu pai e,  está claro que James sabe tocar seu instrumento. Uma de suas músicas, por exemplo, começa leve para terminar numa barragem de guitarras forradas de gritos onde a palavra “fuck” é repetida muitas vezes. Outra música é uma balada ao piano muito bonita, perfeito suporte para a sua voz suave e bem aguda e, o malabarismo das guitarras na música Angel relembra muito os primeiros trabalhos da banda REM.
Entretanto, temos que admitir que James não soa muito diferente das dúzias de compositores aspirantes que estão tentando a sorte no momento e, ele nem pode dar a desculpa de que ele está começando agora pois ele esclarece: “Minhas músicas foram escritas num período de 10 anos”.
James parece meio sem jeito em ficar debaixo dos holofotes mas não me parece que ele vai ter muitos problemas. Provavelmente o que ele prefere é também, de forma tranqüila,  arrumar um grupo seleto de seguidores,  ganhar seu status de músico cult e lançar seus CD de tempos em tempos.
Antonio Celso Barbieri
james_mccartney
James McCartney

Filho de Paul McCartney faz sua primeira turnê!

Coitado do James McCartney! Ele não queria tirar vantagem em cima do nome do seu pai famoso mas, não conseguiu escapar na hora de embarcar para sua primeira turnê.

Muita gente não tem nem idéia de que Paul McCartney tem um filho, ainda mais, fazendo uma tentativa na direção de uma carreira musical. A verdade é que filho mais novo do Paul e da Linda, um tipo quietão, acaba de embarcar na sua primeira turnê pelo Reino Unido que, apropriadamente, iniciou-se na cidade de Liverpool na noite do dia 25 de fevereiro e chegará em Londres no mês que vem.

O que é surpreendente é o fato de que não houve nenhuma fanfarra e falatório. Os filhos das celebridades, com talento ou não,  geralmente sentem-se com o direito às luz dos holofotes e a bajulação da imprensa. James no entanto, está tocando em clubes pequenos e sua página no MySpace, o primeiro lugar usado pelos músicos que estão começando carreira, possuía até a semana passada apenas 232 “amigos”, menos do que muito aluno de escolinha do interior.  Só para comparar, Dhani Harrison , filho do George Harrison tem em torno de 18.600 “amigos” afiliados à sua banda thenewno2 (o novo número 2).

James não está usando nenhum blog, tweeter ou qualquer outro método usado pelas bandas novas para tentarem infiltrarem-se na consciência da nova geração. A única fotografia no seu site não mostra o seu rosto.

Até parece que ele não quer ser julgado e comparado com seu pai que é indiscutivelmente um dos mais populares compositores mundiais. E por que deveria? Agora, aos 32 anos James já escondeu-se das luzes por tempo até demais e, em atividades modestas, tendo até trabalhado por um tempo como garçom na cidade praieira de Brigton. Mesmo quando ele começou tocar em outubro do ano passado ele o fez de forma escondida usando “Light “ como sendo seu nome artístico. (Light pode significar “luz” ou “leve” e eu acho que neste caso ele quis dizer “leve”)

A geração feminina nascida dos Beatles teve a idéia mais acertada onde,  destacamos a Stella e a Mary McCartney que, conseguiram construir carreiras de sucesso como estilista de moda e fotografa respectivamente. É claro que o papai famoso ajudou a abrir algumas portas iniciais mas, pelo menos, trabalhar numa área diferente da do pai, significa não ter que conviver diariamente com o complexo de inferioridade.

Os homens, entretanto, parecem que não conseguiram evitar os seus destinos musicais. O filho do Ringo Star, Zak Starkey tornou-se num grande baterista tendo tocado com nada mais nada menos que The Who e Oasis. Sean Lennon ajustou-se muito bem, transformando-se num artista cultuado tendo trabalhado com Beastie Boys, Marianne Faithfull e Mark Ronson. Até Julian Lennon que em 1991 chegou emplacar no décimo lugar da parada de sucessos com a música Saltwater lançará, agora no final de 2010, depois de 12 anos, seu álbum solo.

James até parece feliz em, usando seu famoso sobrenome, juntar-se aos filhos dos Beatles, submeter-se às inescapáveis comparações desagradáveis e inevitavelmente mencionar a letra B como uma das suas maiores influências: “Minha música é inspirada nos Beatles, Nirvana, The Cure, PJ Harvey, Radiohead  e, muita música boa”. É sua resposta.

Muito embora sua música seja um tipo de pop/rock bem convencional, ela soa razoavelmente diferente da do seu pai e,  está claro que James sabe tocar seu instrumento. Uma de suas músicas, por exemplo, começa leve para terminar numa barragem de guitarras forradas de gritos onde a palavra “fuck” é repetida muitas vezes. Outra música é uma balada ao piano muito bonita, perfeito suporte para a sua voz suave e bem aguda e, o malabarismo das guitarras na música Angel relembra muito os primeiros trabalhos da banda REM.

Entretanto, temos que admitir que James não soa muito diferente das dúzias de compositores aspirantes que estão tentando a sorte no momento e, ele nem pode dar a desculpa de que ele está começando agora pois ele esclarece: “Minhas músicas foram escritas num período de 10 anos”.

James parece meio sem jeito em ficar debaixo dos holofotes mas não me parece que ele vai ter muitos problemas. Provavelmente o que ele prefere é também, de forma tranqüila,  arrumar um grupo seleto de seguidores,  ganhar seu status de músico cult e lançar seus CD de tempos em tempos.
Antonio Celso Barbieri

Comments  

 
0 #2 2010-12-27 14:59
Sou fã de carteirinha dos Beatles, assim como toda a minha geração, no mundo todo. Tambem fiquei muito triste por não poder ver o Paul. quando esteve em SP, aliás, meu filho Victor, de 18 anos é vidrado nos Beatles e Paul MacCartney.
Fiquei muito feliz de conhecer, o James MacCartney, e sei que filho de peixe, peixinho é. Parabens aos Paul, por ter filhos tão talentosos.
Maria Regina, Brasil
Quote
 
 
0 #1 2010-11-22 22:07
Estou muito contente por que o Paul Mccartney veio ao Brasil e ainda vimos o filho dele com a Amada da sua vida A Linda e linda mesmo eu a vi com ele no maracanã. Eu fui adolescente e como nao podia fanatica pelos Beatles e principalmente ao Paul, hoje estou com 56 anos e nao tenho um tostao para assisti-lo no meu paíS, que triste. MUITOS BEIJOS PRA VOCE PAUL FUI MUITO GAMADA POR TI E AGOTA ESTOU CHORANDO POR QUE NAO POSSO VE-LO PESSOALMENTE
Quote
 

Deixe aqui seu comentário!


Código de segurança
Não entendi! Mostre outras letras!

Banner