SYLVIO EDGARD: UM ELTONMANÍACO

SYLVIO EDGARD: UM ELTONMANÍACO

Por Mário Pazcheco

Revisão Robero Gicello

cx 01

7 mai. / 2018 - Colecionadores de memorabilia pop são personagens de filmes com caçadores de tesouros: Dani do heavy metal, Retz do punk rock, Janete das trilhas sonoras de novelas, Gifoni do reggae, Sinval da Jovem Guarda, Fernando da psicodelia, Vidigal, o DJ dos discos esgotados e Sylvio Castro, o fã que conheceu sir Elton John.

estante 2   compactos

Nas estantes deles, livros raros, LPs autografados, boxes preciosos e uma centena de aparelhos de som inimagináveis e ainda em ação. Discos compactos de furo largo. Podemos inventariar, nesta miscelânea que não tem preço, revistas Pop da década de 70 – as americanas Creem, Circus, Hit Parader, as alemãs Pop Rocky as japonesas Music Life. Álbuns de fotos de recortes de jornais e revistas. Cassetes, fitas VHS e de cartucho, usadas na rádio.

Em 1976, o guaraense Sylvio Edgard, sozinho, descobriu esse admirável consumo quando assistiu ao filme Tommy. E não mais se esqueceu do personagem: um gigante com botas e óculos piradíssimos, tocando um piano que era uma máquina de fliperama, daquelas com bolinhas impulsionadas pela mão, que batem no que encontram pelo caminho, produzindo sons, acendendo luzes e somando pontos.

Um dia, o gigante atendia por Reginald Dwight. Agora, já no ápice do hit parade, ele é o pomposo Elton John – uma junção de Elton Dean e de John Baldry. Sylvio gostou do jeito de bom moço de Elton John e achou incrível aquele cara de óculos.

fluminense   fluminense 2

Na trilha do tesouro – Desde então, Sylvio Edgard garimpou 'Come back baby', o primeiro compacto da banda Bluesology, onde Reginald começou. Enviou encartes de CDs a Elton John devidamente devolvidos e autografados. Comprou CDs gravados e vendidos diretamente nos próprios shows do cantor. Encontrou o jornal New Musical Express, com os Monkees na capa de 1967, anunciando a procura por letrista. Santo anúncio que Bernie Taupin lê e responde. Entre centenas de discos nacionais e importados e caixas de todas as eras, destaca-se uma filipeta do show que Little Richard fez na Inglaterra em 1967 e que contou com a participação da Bluesology.

 monkees  liveinlondon

Dois momentos inesquecíveis de tensão e ansiedade – “O primeiro foi no show de 1995, no Estádio do Flamengo na Gávea, quando ele me chamou ao palco e também me dedicou uma música. O segundo foi em 2001, quando viajei para Las Vegas, a convite da gravadora Universal, para conhecê-lo pessoalmente (...) no dia do meu aniversário: 17 de fevereiro. Ele veio na minha direção para me cumprimentar e me felicitar pelo meu aniversário. Foi mágico! Ainda durante o show Face to Face, ele novamente citou o meu nome.” 

um  dois   tres

Sylvio Edgard, servidor da Advocacia Geral da União, é um dos maiores colecionadores de itens de Elton John no mundo.

Articles View Hits
6895100

We have 840 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro