1988: Marciano Sodomita e Akneton - Conexão com a estratosfera de Brasília

Marciano_akneton

Marciano Sodomita e Akneton

Conexão com a estratosfera de Brasília - 17 a 23 dez. / 1988

texto Mário Pazcheco

A invasão do Marciano Sodomita

Bem pertos de um esgotamento nervoso, uma tropa marciana se coloca em combate à mesmice sonora do Planalto Central, uma invasão sonora de distorções, em alguma saleta alugada e dividida com outra banda no Radio Center, trata-se do Marciano Sodomita, em pleno vôo acima de neons entre espelhos, concreto rachado e vitrine das lojas, assolando o Plano Piloto em um teste de vôo, pela atmosfera terrestre, ficção ou realidade?

Realidade: deixando em pânico colegas de profissão e empresários. Seres radicais de consciência que discriminados, respondem investindo na poesia contra o fogo cruzado, armando-se de palavras fragmentadas, revelando críticas que exprimem compaixão, mostrando a difícil existência num espaço fechado falando da dura realidade de onde surge um enigma de outra realidade sem respostas.

Ficção: com dois vídeos autoproduzidos, garra e quase 10 anos de existência, desafiaram a lógica e venceram os garotões de topete e gravata e seus padrinhos, apresentando um esporro sonoro num festival insosso, com a chance de invadirem as ondas da FM com o hit História, esperam um merecido reconhecimento e que as portas se abram já que recentemente foram impedidos de aparecer num especial de tevê local, porque não assinaram com uma agência. Mal conseguem atuar na cidade pela incapacidade da mídia mais interessada em bandas acessíveis. Depois de se apresentarem no Circo Voador, só tocaram uma vez aqui, na abertura de um concerto do Akneton que exigiu a presença deles, quando o promotor queria que outra banda mais comportada abrisse...

*Texto originalmente publicado no fanzine Rock'n'Roll News, nº 17, a 31 mar. / 1987. 5º aniversário

 

 

marcianotv_pequeno

BOSTA

Letra Rogério Maldonado

Dizem que o que é bom / Todo mundo gosta / Então me diga por que / Todos preferem bosta?

Existe terra / Onde há mais gente / Que não presta / Do que esta?

Um dia alguém verá / Qualquer dia todos verão / Que sem reclamar / Foram feitos de bestas / Pagando pra ser escravo

Com toda esta merda / Pesando nas costas

Dizem que o que é bom / Todo mundo gosta / Então me diga por que / Todos preferem bosta?

 

Agora é tarde / Você deixou / Todos concordaram / Arraste em frente / Sempre de quatro

Não se meta / Justiça?... / É coisa do capeta / Justiça?...

É coisa do capeta

 

“Os Invasores”

Há muito que os marcianos

invadiram o mundo:

são os poetas

e como não sabem nada de nada

limitam-se a ter os olhos

muito abertos

e a disponibilidade

de um marinheiro em terra...

eles não sabem nada de nada

- e só por isso é que

descobrem tudo

Mário Quintana

 

Secretamente, mantenho uma relação atávica com o Marciano Sodomita...

continua...

Articles View Hits
7011900

We have 418 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro