1982 - 2017: OS 35 ANOS DA LEGIÃO URBANA

Na gênese da formação social da UVA (aparato cultural do Guará 2) estavam os casais: Edinho e Luciene Saldanha; Joel e Narcisa Oliveira, Zé Otávio e Lilian e Mima e Eliane.

A estudante secundarista Eliane,  foi a  primeira fã a nos falar de Renato Russo e Aborto Elétrico.

punk_1

Cartaz do show da Plebe Rude e Blitx64 no Sesc na 913S no dia 11 de dezembro de 1981

A 19 de setembro de 1981, após um campeonato de futebol de salão e voleibol organizado pela UMESB (Encontro de estudantes secundaristas) Blitx e AE (Aborto Elétrico) se apresentaram na quadra de esportes do MINI-LASER... Pode ter sido uma das últimas apresentações do Aborto Elétrico...

Eu nunca fui próximo a Renato Russo apesar de anunciar a sua presença em festas com Rock Baby, o que nunca aconteceu; não vi a peça teatral O último rango, espetáculo de Peterson Diesel e Jota Pingo, quando da apresentação do Aborto Elétrico, alguém detonou o extintor de incêndio tornando aquela noite e o rango memoráveis; nunca pisei no Bar Cafofo na 407N, onde o Aborto Elétrico descobriu a lâmpada. E também nunca estive no Ateliê do Departamento de Arquitetura da UnB ou no show do Sesc na 913S,  quando a Plebe Rude e a Blitx 64, inspiraram as novas bandas e a própria Legião Urbana.

Eu fui o primeiro cara da imprensa underground, a colher o depoimento do líder da Legião Urbana! Há três décadas, de olhar atento capturei o depoimento  de Renato Russo e  nuances que poderiam ser encobertas pela intimidade...

Delírio: a primeira entrevista com Renato Russo é minha...

manuscrito

— Meu nome é Mário, sou do fanzine Jornal do Rock, e estou cobrindo o show.
— Tem papel?
— Tenho. Este papel de pão.
— Renato é melhor você escrever...
— Sai na próxima edição... (Nunca saiu)!

Eu estava no segundo ano do Segundo Grau, e era um dos bobos-daquele-buraco gentilmente conhecido como Guará 2, que eu estava ajudando a a colocar no mapa do rock brasiliense - sim! naquele buraco tivemos e ainda temos muitos conjuntos-de-rock e excepcionais músicos tocando na noite - até hoje no Guará 2, há grandes bares para o rock.

Essa cultura, aliada às organizadoras do Guará, que estudavam no Colégio Elefante Branco e eram fãs desde os tempos do Aborto Elétrico; a LEGIÃO URBANA FEZ O SEU PRIMEIRO SHOW NO GUARÁ 2!

Do show...

Tati (Tatiana) era uma das organizadoras (ela estudava no Elefante Branco) e a pífia aparelhagem pertencia ao Extremo, trio de hard rock. O guitarrista desta apresentação da Legião Urbana sairia meses depois de brigar com Renato Russo...

Naquela noite, Renato Russo improvisou rimas ao contrabaixo evocando o nome da cidade GUARÁ! GUARÁ! E sendo sério tinha muita gente para aquelas condições sem muita divulgação. Depois eu vi, Renato Russo em outras satélites e ele as homenageava daquela forma gritando o nome da cidade., . Eu gostava do abuso messiânico de Renato Russo corrigindo nomes, pronúncias e dissertando sobre a Beat generation, em particular de William Burroughs, "é muita loucura, é viagem".

E lá fui eu todo corajoso no Renato Russo e ele sacando a minha incipiência e gula jornalística, educadamente pegou-me um saquinho de pão e mandou um press-release, uma peça de publicidade ali na hora e ainda me dissera que saíra muitas vezes antes no jornal e eu respondi, leio o jornal todos os dias qual é o jornal que você sai? Então, pesquisadores do roque brasileiro consigam as matérias que sairam sobre Renato Russo antes de 1982!

 

35 anos de Legião Urbana!

texto Mário Pazcheco

Renato Russo não assinou, sua caligrafia vigorosa e delineada envergonhou os meus garranchos. Após esse encontro, a minha cruzada passou pro lado do Rock Brasil.

O depoimento nunca foi usado de maneira pessoal, essa história me veio à mente e finalmente foi contada! eu entrevistei, Renato Russo sete mêses antes do Correio Braziliense. E também fiquei conhecido como "Renato Russo" por um bom tempo!

Discos & LP's

Voltamos a nos encontrar em fevereiro de 1983, no Centro de Convenções, numa palestra do Maharishi Mahesh, havia alguns quadros/gráficos sobre o processo químicos da meditação transcendental, em inglês, e pedimos a Renato Russo que traduzisse e explicasse, o que ele fez.

Retornamos ao papo dos discos, Renato Russo, era o único cara que eu conhecia que possuía o álbum "Wedding Album", de John Lennon & Yoko Ono: 
— Dentro vem um pedaço de bolo! Passei um bom tempo quebrando a cabeça: — Pedaço de bolo? Depois descobri: o bolo era uma foto impressa em papel.

Acredito que somente eu e Renato Russo possuíamos o primeiro disco do Killing Joke, de 1980. Minha edição era francesa e com certeza Renato Russo ouviu muito aquele clássico.

punks_2

A 13 de julho de 2009, o jornal Folha de SP, editou do verbo 'encurtar' a foto da Legião Urbana feita para divulgar a "Temporada de Rock da ABO", foto de Marcus Ottony originalmente publicada pelo Correio Braziliense a 22 de abril de 1983. Sempre que eu vejo essa foto me lembro que o primeiro show da Legião Urbana ocorreu sete mêses antes no Guará 2 - Teatro de Arena no Cave.

 

rodoviaria

Renato Russo no coração de Brasília
Foto: Ivaldo Cavalcante

Dois anos depois em março de 1985, voltando do Rio de Janeiro, para fazer o show de lançamento do primeiro disco, no espetáculo Verão Cultural, onde dividia as apresentações com Cida Moreyra; Renato Russo foi o terceiro a chegar ao seu show, o primeiro fora o porteiro. A camiseta branca e sempre o casaco amarelo, arredio, incrivelmente branco como um fantasma notívago.

Entre o nosso olhar próximo estava toda uma distância, seu comportamento explosivo beirava a intolerância, megalomaníaco, irado e desrespeitoso, naquela noite Renato Russo no mínimo foi árido com Cida Moreyra durante o ensaio de Summertime. Sua condição de pop star, de mandar todo mundo à merda chocou-se com o establishment concreto da cidade, que se voltava contra ele ou aparentemente o havia ignorado. O público daquela noite seria diferente, o som da Legião também, tudo bem tocado e ensaiado. Quem eram aqueles caras no palco? Atendendo a um pedido meu ele terminou o show com Bader-Meinhof Blues e dez anos depois muitos se lembraram daquele como um dos melhores shows da Legião Urbana...

Fernando "Camufloyd" gravou está apresentação e por décadas, pensamos que tínhamos uma verdadeira raridade, até que Cida Moreyra doou um cassete gravado no mesmo show para o CD do selo "Discobertas"...

Um mês depois, na primeira semana de abril de 1985, eu e Maurício, fomos à pé para a Praça Central do Núcleo Bandeirante, o projeto A cidade se vê, apresentaria a Legião Urbana e Renato Matos, seria gratuito e ao ar livre, mas foi cancelado e naquela hora jurei nunca mais ir a um show deles, a inocência acabara...

 

camara

2001. Em Sessão Solene de outorga do título "post-mortem" a Renato Russo...
Mário Pazcheco numa rápida pílula de destruição levantou os fãs de Renato Russo... Seu curto discurso foi aprovado pelo pai de Renato Russo, senhor Manfredini!  Como em outras oportunidades da vida de Renato Russo, seu pai estava na primeira fila.

"Boa tarde. O nome Legião Urbana foi criado por Renato Russo depois de ler um livro sobre uma brigada que ajudava traficantes e prostitutas na França...

"E aproveito para agradecer aos fãs que vieram de longe, do Entorno, sem o dinheiro de volta da passagem, aos fãs que nunca conheceram o seu ídolo e àquele garoto com a jaqueta com a insígnia do Aborto Elétrico e ao senhor Manfredini também" . Por fim:

"Não estatize meus sentimentos
Pra seu governo,
O meu estado é independente".

A a mesa me orientou a ser breve... Depois da explosão dos fãs,  o responsável pelo cerimonial veio até mim e me pediu para repetir o fragmento de Baader-Meinhof Blues que foi anotado no livro da Sessão.

 

Ensaiando

Ensaiando...  foi produzido pelo site poraoweb com apoio do acervo do próprio bol$o

A minha participação neste documentário, eu nunca ví...  Resumidamente, a fala do depoimento:  "vá trabalhar vagabundo, compunha suas próprias canções e deixe de viver de Renato Russo...".
Depois  perguntaram: Quem é esse cara?

muros

Rogério "Águas"  me permitiu abrir com um vídeo-montagem, o show da banda Universo Paralelo que a cada apresentação convida um expoente do rock Brasília para se apresentar...

aguas

Rogério "Águas" um dos fundadores do fanzine Oldies but Goldies, no Guará 2 em 1982 junto comigo; é um dos produtores mais próximos da família Manfredini.
Regularmente doá fotografias do seu ídolo ao acervo Do Próprio Bol$o...

 

Articles View Hits
6166696

We have 637 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro