ÁGUAS LAMACENTAS DE MARÇO PARA CELSO BLUES BOY (2012)

 celso

Celso Blues Boy - De graça, Correio Braziliense - 23 out. / 1999
Celso Blues Boy - Noite de Blues, Jornal de Brasília - 6 set. / 2000

Agosto traiçoeiro

Morre cantor Celso Blues Boy vítima de câncer de laringe, em Joinville

O músico tinha 56 anos e morreu na manhã desta segunda-feira, em SC.

Corpo do guitarrista foi encaminhado para Blumenau, onde será cremado.

Do G1 SC

6 ago. / 2012 - O cantor Celso Blues Boy morreu na manhã desta segunda-feira (6) em Joinville, no Norte de Santa Catarina. Segundo a central funerária de Joinville, o músico faleceu às 8h50. O corpo já foi encaminhado para Blumenau para ser cremado. O músico tinha 56 anos e sofria câncer de garganta. Blues Boy era cantor, compositor e guitarrista.

Celso Ricardo Furtado de Carvalho nasceu no Rio de Janeiro, em janeiro de 1956. Na década de 1970, com apenas 17 anos, começou a tocar profissionalmente com Raul Seixas, além de acompanhar nome da MPB como Sá & Guarabyra e Luiz Melodia. Seu nome artístico é uma homenagem ao seu ídolo B.B. King, com quem chegou a tocar na década de 1980.

O vascaíno foi guitarrista das bandas Legião Estrangeira e Aero Blues, considerado o primeiro grupo de blues do Brasil. Em 1980 passou a ser mais conhecido, quando mandou uma fita para a Rádio Fluminense, no Rio, voltada para o repertório roqueiro. Quatro anos depois gravou seu primeiro disco, 'Som na Guitarra', que inclui seu maior sucesso: 'Aumenta que Isso Aí É Rock'n Roll'.

Entre 1986 e 2011, Celso lançou mais nove álbuns, como 'Marginal blues' (1986), 'Quando a noite cai' (1989), 'Indiana Blues' (1996) e 'Vagabundo errante' (1999). Em 2008, foi lançado seu primeiro e único DVD ao vivo. 'Quem foi que falou que acabou o rock 'n roll?', gravado no Circo Voador, no Rio de Janeiro, também saiu em CD.

Seu último CD foi lançado ano passado. Intitulado "Por um monte de Cerveja", o álbum possui 13 canções, como Beth Carvalho Quer comprar o meu fuscão e Odeio rock'n'roll, com participação dos Detonautas. Celso Blues Boy morava há 12 anos em Joinville.

Celso

 Águas Lamacentas de Março para Celso Blues Boy

   por Mário Pazcheco
   Teatro da Administração do Guará 2
   Cobertura fotográfica Luíza Meneses

   23 mar. / 2012 - É redudante escrever que são os guitarristas de blues que sabem do riscado e do bordado e de quanto tempo leva-se para ser um mestre. Certo que Celso Blues Boy sempre foi um talento precoce da guitarra.

   As águas ébrias e lamacentas nunca o abandonaram... Celso Blues Boy, naufrágo na noite guaraense segura sua latinha de "Antarctica" e a fender vascaína.

   Próximo do Guará, ainda em 1986 no Circus Show no Park Shopping foi que Celso Blues Boy subiu ao palco para deleite do público. Denis (Tellah) operava a mesa de som e Celso Blues Boy tirava um rio de notas bluesy que amenizaram a seca de blues que atravessava o Planalto Central.

   Desde então, Celso Blues Boy mantém sua entrada no palco como uma marca registrada. Sua apresentação é arrebatadora pela entrega e compartilhamento de um repertório marcado por situações que o público entende.

   Às vezes Celso Blues Boy blasfema pela tímida recepção da plateia.

   A plateia

   É uma parte importante do show do artista. Lá estão velhos anjos do asfalto e suas motocicletas, guitarristas da cidade, tatuadores que nunca perdem suas apresentações, mulheres de pés descalços balançando-se ao som do blues: uma perdição!

As novas gerações por desinformação descartam uma ótima oportunidade de presenciar uma aula inesquecível de ritmo, feeling e palhetadas que trazem à tona a imagem de outros herois da guitarra do blues internacional e do rock nacional.

Na guitarra fender de Celso Blues Boy passam as cores e os timbres que conhecemos desde B. B. King até o toque elegante de Robert Cray num repertório de hits composto pelo guitarrista: Marginal, Damas da Noite, Tempos Difíceis, Fumando na Escuridão, Sempre Brilhará e a recente Por um monte de cervejas.

A perícia guitarrística de Celso Blues Boy é impágavel. Basta ficar atento a toda a região da guitarra e aprender que o som saí dalí, daquela aréa e quais os dedos a serem usados. E quais os macetes usados para revigorar uma composição e dar um ritmo novo dentro da música.

Sua apresentação ainda é jovial, atuando nos dois lados do palco espalhando energia e dinamismo até o final.

Careta! É parte da plateia que fala alto e bebe cerveja sem parar mas eles vão cansando e a guitarra vai aumentando.

 A banda que acompanhou Celso Blues Boy

É o guitarrista Celso Blues Boy mais um quarteto jovem: um rápido guitarrista faz a base lírica na Gibson e apoio nos vocais; um vigoroso baterista jovem

Celso_2

 que canta muito e sabe demonstrar que a bateria não precisa ser monótona e relegada ao segundo plano; um gaitista que durante alguns números duelou com Celso Blues Boy sentando

 no banquinho (as partes mais bluesys); no contrabaixo, Celso Blues Boy encontrou segurança e se entendia fraternalmente com o baixista e o gaitista. Sua banda demonstra união coesão e felicidade e claro que terminaram a apresentação com Aumenta que isso aí é rock'n'roll!

Celso Blues Boy é quase um cidadão guaraense honorário. Há anos desde os tempos da Brazilian Blues Band que Celso Blues Boy singra pelos rumos do CONSEI, no Quiosque do Sinval, que de vez em quando manda umas latinhas para suas apresentações.

O guitarrista atualmente enfrenta problemas com uma glândula inflamada na altura do pescoço. Seu tratamento não dispensa cerveja cigarro e rock'n'roll!

 

 

Articles View Hits
7253588

We have 381 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro