ZINE, UM TÚNEL DO TEMPO OU TURBILHÃO DE MEMÓRIAS?

fotozine

ZINE, UM TÚNEL DO TEMPO OU TURBILHÃO DE MEMÓRIAS?
Por Mário Pazcheco

Parece-me que uma das funções do zine é a regressão em busca das melhores memórias musicais. O bilhete para o mundo imaterial da música através do material que são as coleções, os HDs com downloads de blogs, sites e mp3 e a exposição de coleções de discos, revistas ingressos ou flyers. O zine parece estar num beco sem saída repetindo as mesmas fórmulas e formatos e perguntas e citando sempre as mesmas bandas. Por mais que orientem, o padrão é a uniformização.

Evoluções
- o audacioso e longevo Tupanzine é uma das mais gratas surpresas deste pacote na edição 104! O editor substitui a repetitiva libertinagem de expressão por aspectos positivos do colecionismo, em outro texto foca o futebol do Clube de Regatas Guará, abre o preâmbulo de uma entrevista com Renato Russo através de uma longa ligação telefônica além-mar e nos traz de volta aos dias de estudantes. Tudo respira o ar da capital na frase: "Não voltem nunca mais!"

O universo paralelo dos zines - é um livro de bolso bem pesquisado, escrito, diagramado e revisado que vem preencher a lacuna de publicações sobre o assunto e renova o desafio do faça você mesmo, o que abre o leque para várias interpretações sem necessariamente concordar com o ponto de vista do autor essa é uma das premissas do zine desconfiar e redigir antíteses.
Do livro identifiquei uma alta tendência à uniformização sem apontar exceções ou quebra de regras na feitura dos zines. Os tópicos Retomada dos Impressos e o Zine na Sala de Aula alargam horizontes.

Objetus Lúdicus Antimatéria n. 9
- encarta uma galeria de colagens surrealistas, esse zine é o reduto da insatisfação artística poética literária que não se contentaram com a cor monocromática até as suas páginas cinzas respingam desertos abismos voos: "retroceder nunca, render-se jamais".

O Subsom n. 2 - é um tabloide colorido com oito páginas e um ótimo tamanho de letra que facilita a leitura. Este veículo reproduz as coordenadas DF SE SP RN, quando editores músicos e leitores trocavam correspondências entre si. Na capa, a vocalista Bianca contrabaixista do Rebel Shot Party que rememora o cenário machista da cena de Brasília e na página final uma temática inovadora, o texto com grito de sensibilidade de Ligia Garcez de como a mulher é vista na cena underground. Um olhar straight edge.
O bom destes zines é que eles registram a própria história e a atualizam e não pararam no tempo. Encontraram o meio termo: algumas folhas são históricas reminiscências de arquivo e a outra metade fala das novas bandas em atividade dentro de uma linha que não fechou com o passado como é o caso do *straight edge e do vegan straight edge uma tribo que não precisa beber ou usar drogas.

Os zines são encontrados nas feiras de publicações ou em lojas de discos no Conic.

* Straignt Edge, vamos dizer, uma gíria que diz que o cara é muito higiênico e segue as coisas muito na risca... Exemplo os punks aqui falam que o cara é tão 'straght edge' que não toma droga (aspirina) nem quando está doente!

"Muito bom o seu texto! Zines como o Tupanzine expandem a informação da cultura marginal e fortalecem aqueles que sustentam a cena no underground. Vida longa aos Zines! Abraço." (Marlon Dourado )

"Agradecimentos enormes pelas referências ao Objetus Lúdicus Antimatéria." (Luciana Ribeiro)

JOVEM DO DF É AGREDIDA POR ADVOGADO AO VENDER REVISTA CRITICANDO RELIGIÕES
Vídeo mostra homem discutindo e empurrando grupo. Advogado confirma ser ele nas imagens.
Por Lucas Vidigal, G1 DF

Designer é agredida após vender revista com conteúdo crítico a religião

5 abr. /  2018 - Uma designer de 23 anos procurou a Delegacia da Mulher, em Brasília, para denunciar um advogado por agressão. Um vídeo publicado na página da artista na internet mostra o momento em que o homem empurra um grupo de pessoas, aos gritos, até ser contido por uma mulher e retirado do local.
As imagens foram gravadas no sábado (31), em frente a uma loja da Asa Sul. O advogado Leonardo Gomes Pereira, de 33 anos, confirmou ao G1 que é ele quem aparece no vídeo, mas afirmou "estar sendo crucificado nas redes sociais".
Inara disse que, além de agredi-la, Pereira rasgou três exemplares da revista que custavam R$ 20 e R$ 10. A designer explicou que decidiu denunciar o advogado mesmo após a mãe dele ter se oferecido para arcar com o prejuízo.
"É para que ele pense duas vezes antes de agredir mulheres."

Advogado discute com grupo durante venda de revista com crítica a religião, em Brasília 

Troca de empurrões
A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) investiga o caso. O vídeo, segundo Inara, foi gravado logo depois que o advogado rasgou as revistas. As imagens mostram Pereira discutindo com um grupo de pessoas.
Uma mulher tenta empurrá-lo e é agarrada pelo braço. Nesse momento, um homem de barba o empurra. Uma outra mulher, identificada como mãe de Pereira, surge para apartar a briga e consegue levar o advogado embora.
A designer disse que estava vendendo as revistas normalmente, em frente a uma loja da 306 Sul, quando o advogado chegou. Segundo Inara, ele começou a folhear os exemplares enquanto falava ao celular e, em seguida, passou a ofendê-la.
“Como ele estava no celular e sorrindo, até achei que fosse uma brincadeira [...]. Mas aí ele chamou minhas revistas de criminosas e disse que, para não me levar presa, as levaria embora.”
Procurado pela reportagem, o advogado afirmou que os fatos não ocorreram conforme o relato de Inara. “Eu era quem estava em posição de desvantagem, considerando o número de pessoas envolvidas", disse ele.
"As coisas não foram como relatado pela garota. É uma pena que o vídeo não mostre o vandalismo sofrido pelo carro da minha mãe.”

A revista

dedo

Página de revista mistura desenhos de mãos em posição de oração com imagem do dedo do meio (Foto: Inara Régia Cardoso/Arquivo pessoal) 

A capa da zine – tipo de revista independente geralmente editada para exibir trabalhos de artistas – mostra uma cruz invertida. Na primeira página, o nome Sagrada é exibido acima de uma imagem com mãos sobrepostas: duas na posição de oração e outra fazendo um gesto obceno.
Apesar do conteúdo crítico às igrejas, no editorial da revista Inara escreveu que é cristã. “É importante notar que nenhuma das histórias apresentadas nessa zine critica a doutrina cristã (embora isso seja bastante possível e recomendável), mas sim o comportamento daqueles que se afirmam cristãos e seus sacerdotes na medida em que distorcem o conteúdo da Bíblia ou agem de maneira hipócrita e/ou criminosa”, diz o texto.

dedo 3
Editorial da revista critica 'hipocrisia' de líderes religiosos (Foto: Inara Régia Cardoso/Arquivo pessoal) 

Outras polêmicas


O desentendimento entre a designer e o advogado do DF ocorreu em frente a mesma loja de Brasília onde eram vendidas imagens de santos caracterizados como personagens ou ídolos pop. Nossa Senhora, por exemplo, podia ser encontrada em versões como Batman, Mulher Maravilha, Malévola, Frida Kahlo, David Bowie, Galinha Pintadinha e Minnie.
Em 2016, o comércio da 306 Sul gerou polêmica depois que um juiz de Goiânia proibiu a artista Ana Smile, que é goiana, de comercializar as imagens que eram vendidas na loja e pela web. A ação foi proposta pela Arquidiocese de Goiânia alegando que Ana fazia "sátira" com os personagens religiosos.

 Venda de imagens de santos nas versões Batman, Bowie e Frida Kahlo

dedo 2
Estatuetas de santos com rostos e vestes de personagens famosos vendidas em loja de Brasília (Foto: Ana Smile/Divulgação) 

O que dizem as leis


Art. 208, Código Penal Brasileiro: Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa.

Artigo 5°, IX, Constituição Federal: é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença.

zine

 

Articles View Hits
6895079

We have 825 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro