– Você já fez bundalelê? (2021)

leiaute rosa

– VOCÊ JÁ FEZ BUNDALELÊ?

“Essa atitude dos jovens brasilienses talvez se deva à energia acumulada, gerando necessidade de expansão, e à necessidade de se sentirem fortes, demonstrando uma criação onde não tiveram permissão para serem fracos. Corredores querem mostrar coragem.” (Eduardo Leal Neto, estudante de psicologia, 1979)Pedalava quase meia hora e com a bicicleta monark aos pés fincava os pneus no balão André Luiz, na QE 16. Apinhado de gente que acabara de assistir ao futebol e não embarcara nos domingos do Fantástico, show da vida. Jovens boçais de 15 a 25 anos, torcendo por um capotamento, atropelamento em massa. A curva da morte fervilhava de fusquinhas zero-km, opalas, caravans, galaxies 500, belinas, dodjões, mavericks e motos. Intrépidos motoristas disfarçados reinavam: alguns carros atravessavam a rotatória. O melhor quadro da noite, era quando uma bunda branca colava no vidro e suspirávamos. Era o encontro da lâmina do toureiro com o sangue de boi. Babávamos mais do que se estivéssemos no Bobódro. Para não perder o clima, o pobre do buzu fazia a curva em 2 rodas e avançava sobre as pessoas como se o mar vermelho fosse aberto.

O aviso do primeiro racha foi pichado nos muros. Na noite de estreia, a polícia foi rechaçada por paus e pedras. Para o racha seguinte, a polícia retornou reforçada.

Durava até a meia-noite. No auge da diversão, o camburão aparecia e dissipava a muvuca. No dia seguinte, líamos a GUERRA DOS PEGAS, no Correio Braziliense, era 12 DE NOVEMBRO DE 1979, fruto da mente criativa de Mário Eugênio, implacável algoz dos maconheiros. Aos 15 anos, a maior transgressão era exibir uma calcinha vermelha na janela do banco de trás. – Nunca fez bundalelê? Era um dos comentários sarcásticos. Nos sentíamos fazendo parte de algum organismo vivo, quando líamos a matéria e refletia que estávamos lá. Mas, o espírito de James Dean castiga. Um dia alguém perderia a vida, como ele perdeu a dele. As duas mobiletes na curva adjacente, uma manga da blusa enroscou no guidom da outra mobilete na curva (que era mais larga e longa) do balão. As mobiletes descontroladas avançaram sobre a muvuca e capotaram. Boi, o jovem motoqueiro foi atirado no terminal de ônibus do Guará I.

1979/89: UMA DÉCADA DE PEGAS NAS RUAS E NA PANTERA

“O apedido de Boi era pela força, devia ter menos de 24 anos quando perdeu a vida em 1989, logo depois o movimento de pegas foi para o balão da entrada de Taguatinga, enquanto os profissionais fugiam da exposição contornando o balão do aeroporto e esticando marchas até o Gilberto Salomão. Boi, era um trabalhador querido do pessoal da QI 10, trabalhou na loja de adesivos, Degradê, com o também finado e querido Rubão, baterista da Skaravelho, andavam com a juventude que fazia o Arraiá do ToKo Cru Pegando Fogo. Época dos Demônios da 10 e das melhores festas juninas do Guará, junto com a festa da QI 22. O organizador da festa, da QI 10, Paixão, perderia a vida no começo dos anos 90, no Salto do Corumbá.” (Tiago Rabelo)

“Em Taguatinga tínhamos nosso viaduto para os pegas, onde tudo ficava mais emocionante quando chegavam as veraneios vascaínas, o bundalelê agitava a praça do DI. Quem viveu viu!” (Rita Mangueira)

A VELA LOUCA DO ROCK'N'ROLL 

Nas tardes das quinta-feiras alternadas, uma sim, outra não, eu aguardo pela edição digital do Jornal Do Guará. Agora escrevemos e vivemos quase juntos com Mangueira. Tiago é o nosso consultor para absurdos abastados. A mente gira como os números frenéticos de um medidor. Ainda ontem, sempre ontem, quando com Gaia, ele se lembrou de ter ido ao pega pra capar inicial. Se lembrou que foi chamado de O PEGA DA REPÚBLICA, pois fora próximo a 15 de novembro. Agora lemos uma versão que é romantizada de um fato que permanece nas memórias. Um pouquinho antes do rock Brasília, no auge do começo da geração mimógrafo. Quando levantar cedo ainda era estranho e invejava os amigos que podiam dormir até mais tarde. (21 de outubro de 2021)

Articles View Hits
9608162

We have 421 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro