O HOMEM NA LUA: 49 ANOS! (20/07/1969)

O Homem na Lua

O Homem na Lua: 40 Anos! (20/07/1969)

 

   Comemorando os 49 anos deste feito fantástico, que foi o de uma nave tripulada pousar na Lua, disponibilizo aqui gravações raríssimas.

   Barbieri recorda...

   Em 1969, 49 anos atrás eu tinha apenas 17 anos de idade. Era um jovem muito alto e magricela. Meu timbre de voz ainda era agudo e a minha barba não queria aparecer. Por não saber como me aproximar das garotas, acabei virando um “nerd”. Meu quarto mais parecia um laboratório de química e eu vivia escondido atrás dos livros. Gostava muito de tudo que tinha à ver com ciência. Comprava jornais quase todos os dias, sempre ávido por saber dos novos avanços científicos.

Envelope com selo comemorativo
Envelope com selo comemorativo da descida na Lua que recebi da NASA em 1969

Estava muito bem informado sobre o progresso dos programas espaciais Russos e Norte Americanos. Aliás, devo deixar claro que era fã dos Russos e sempre torcia para que eles passassem a perna nos Norte Americanos.

Nos Estados Unidos em 1969 a guerra contra o Vietnam corria solta e o legendário festival de Woodstock acontecia. No Brasil, vivíamos o quinto ano da ditadura militar e a censura não dava trégua. Para mim, a única coisa realmente inovadora e criativa que acontecia eram Os Mutantes.

A Lua

Eu estava no ginásio e como “nerd” que se preza , na classe, sentava na primeira fileira de carteiras, bem em frente da professora. Um dia, a professora de português observou que eu tinha na minha carteira um exemplar do jornal O Estado de São Paulo cuja manchete de capa referia-se ao fato da nave Apolo XI estar à caminho da Lua. A professora, fez um comentário dizendo que todo aquele jargão técnico era muito complicado e que ela não sabia exatamente o que estava acontecendo. Rapidamente eu fiz um resumo falando do gigantesco foguete Saturno V, do Módulo de Serviço e do Módulo Lunar. Falei também à respeito do combustível usado, onde a nave iria pousar na Lua, etc., etc. A professora ficou tão admirada que pediu que eu preparasse uma aula para toda a classe.

A professora não sabia mas, eu tinha ido muito além de simples curioso. Eu tinha escrito para a NASA e recebido um mapa da Lua e um pôster mostrando todas as fases da missão Apolo XI. Além disso, como era um assíduo ouvinte da rádio A Voz da América, um programa que é transmitido pelo governo Norte Americano em muitas línguas, inclusive português, tinha gravado em K7 o som de vários lançamentos dos foguetes do projeto Apolo assim como alguns documentários sobre o projeto espacial.

A aula foi um sucesso. A coisa foi tão boa que acabei dando a mesma aula em todas as classes da escola.

Bom, de uma forma ou de outra as garotas da escola acabaram me conhecendo. Ganhei muitos apelidos tipo Professor Pardal, TV Cultura, Ludovico, etc.

Um dia na saída da escola uma garota me parou e disse que era muito interessada nestes assuntos e convidou-me para ir na casa dela no fim de semana. Ela tinha mais duas irmãs. Ela era a do meio. Comecei visitar as meninas todos os fins de semana e um dia a mais velha colocou um disco dos Beatles na vitrola para tocar e me tirou para dançar bem agarradinho. Nem preciso dizer que fui curado, perdi a timidez e nem percebi quando minha voz engrossou :-)

Astronalta no solo lunar

Naquele ano, depois de ficar de plantão, grudado na frente da TV branco e preto presenciando aquele momento histórico, comprei as revistas que saíram comemorando a descida na Lua. Uma delas, a revista Fatos e Fotos lançou uma edição especial comemorativa incluindo um Compacto Simples chamado O Homem na Lua contendo as transmissões da Voz da America em português que, disponibilizo abaixo.

Fatos e Fotos; Documento Histórico

Copacto Simples: O Homem na Lua

Lado 01

Lado 02

Também, no final daquele ano, a revista National Geographic lançou junto com a edição de dezembro um Compacto Simples prensado numa folha plástica flexível e de baixa qualidade chamada Sounds of the Space Age : From Sputnik to Lunar Landing (Sons da Era Espacial : Do Sputnik ao Pouso Lunar).

Sounds of Space Age

Lado 01

Lado 02

Revista Fatos e Fotos

"Este é um pequeno passo para o homem. Mas um salto gigantesco para a humanidade." Foram as primeiras palavras de Neil Armstrong após pisar o solo lunar, exatamente às 23h 56m 20s (hora de Brasília) do dia 20 de julho de 1969. A partir dêste momento a Lua se tornou a nova terra dos homens.

Milhões de pessoas, em todos os continentes, viram pela televisão o momento em que, a 400 mil quilômetros de distância da Terra, dois homens desceram pela primeira vez na Lua. Aquilo que há apenas dez anos pareceria fantástico tornou-se realidade e por duas horas êsses dois homens trabalharam na superfície lunar com a segurança de conquistadores de um novo mundo. (Revista Fatos e Fotos - Número 443 - 31/07/1969)

Para informações mais detalhadas, fotos e gravações sobre a Missão Apolo XI não deixe de clicar nos links abaixo:

educar.sc.usp.br

 

NASA

Placa fixada no Módulo Lunar
Placa comemorativa deixada na Lua fixada no Módulo Lunar
"Aqui homens do planeta Terra
pisaram pela primeira vez na Lua
Julho de 1969, A. D. 
Nos viemos em paz em nome de toda humanidade"

Nota: A. D. é uma abreviação do latin Anno Domini que significa: "No ano do Nosso Senhor".

Astronaulta deixa sua marca no solo lunar

Ainda hoje, quando penso num ser humano deixando o seu berço de nascimento e caminhando num outro corpo celeste, fico emocionado. Espero viver o suficiente para ver o homem pisando em Marte.

Antonio Celso Barbieri
Nota: Para aqueles que ainda não aceitam a descida na lua como verdadeira e preferem acreditar nestas teorias conspiratórias ridículas, gostaria de lembrar que a nave Apolo XI foi apenas uma, a primeira,  de muitas missões que resultaram em pouso na Lua. Na época a União Soviética, que era o único país que competia contra USA na "corrida espacial",  assim como todos os governos de todos os países do nosso planeta aceitaram o feito Norte Americano como verídico. Milhares e milhares de pessoas trabalharam neste projeto e os lançamentos foram acompanhados por rádio telescópios do mundo todo. Aliás, hoje é sabido que a União Soviética, no mesmo período, lançou uma nave não tripulada que tinha a intenção de pousar na Lua, coletar amostras do solo e retornar à Terra antes dos Norte Americanos. A missão Russa falhou com a nave esborrachando-se na superfície da Lua. Os Russos tiveram que engolir o fracasso. Foram momentos tensos para os astronautas Norte Americanos que, fora  risco que a missão já carregava, ainda  temiam uma colisão no espaço com a nave russa.
Articles View Hits
7101142

We have 462 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro