OSWALDO "KOKINHO" GENNARI PARTIU (2008)

OSWALDO GENNARI
(17/04/1954) - (31/12/2008)
Oswaldo "Kokinho" Gennari  residia em Londres já à alguns anos onde fazia falculdade de música. Estava terminando  o último ano (na Inglaterra o ano letivo começa em Setembro). Ele tinha ido à São Paulo para os festejos de fim de ano. Entre seus planos, vestiu-se de Papai Noel no Natal e entregou presentes para seus sobrinhos. No dia 30 de Dezembro foi comer umas pizzas com Luiz Carline e Chico, seu anfitrião. Voltou para casa e foi para seu quarto. Sua última chamada telefônica foi feita à 1 da manhã para um amigo.   Seu corpo só foi encontrado em seu quarto aproximadamente ao meio dia do dia primeiro de janeiro. Muito embora oficialmente  ainda não tenhamos a causa da morte é de consenso geral que  Kokinho teve um ataque cardíaco fulminante. Koko Gennari, como também era conhecido, foi cremado no dia 03 de janeiro numa cerimônia reservada que contou apenas com a presença de seus familiares e amigos íntimos incluindo Luiz Carlini e Celso Vecchione. 
No dia 06 de janeiro às 19:30  na Igreja Santa Rosa de Lima no bairro da Pompéia foi celebrado em homenagem ao Kokinho a missa de Sétimo Dia numa cerimónia emocionante. A igreja estava cheia contando com a presença de seus familiares, amigos e conhecidos. Era fácil reconhecer a moçada, já não tão moça, da sua geração com seus cabelos grisalhos e caras de rock'n'roll lado à lado prestando suas últimas homenagens ao grande Koko. Um dos pontos altos da cerimônia foi o solo de violino executado por um dos seus amigos. Outro momento emocionante foi as palavras carinhosas proferidas pelo grande guitarrista e amigo pessoal do Koko, Luiz Carline que quase não conseguia conter suas lágrimas. Em resumo foi uma cerimônia muito bonita e digna do nosso querido amigo Oswaldo "Kokinho" Gennari.
 
  
Oswaldo Gennari também conhecido como Koko Gennari ou simplesmente "Kokinho", em Londres estudando baixo no final de 2008 pouco antes de seu falecimento. 
 
Oswaldo Gennari aparece no documentário Close-up no Rock Brasileiro  
Celso Barbieri & Koko Gennari - Spanish Koko 
 
 
Celso Barbieri & Koko Gennari - Information  
Leia as matérias sobre a Patrulha do Espaço,  Arnaldo baptista e Skarlet Sky no site 
Oswaldo Gennari em Londres 
Koko Gennari em Londres
KOKINHO FOI EMBORA
Oi pessoal, hoje às 15 horas tive a notícia de que nosso amigo Kokinho (Oswaldo Gennari Filho) faleceu em São Paulo, onde veio passar alguns dias com familiares. Baixista que tocou com o Arnaldo Baptista na Patrulha do Espaço, entre outras bandas, Kokinho parece ter tido um enfarte fulminante na casa onde estava hospedado em São Paulo. Ele morava em Londres onde estava no último estágio de estudo para maestro e onde coincidentemente nos encontramos há 20 dias.
Ele havia chegado em São Paulo no dia 27 de dezembro e estávamos programados para nos encontramos em Paúba no início de janeiro.
Dinho Leme
Oswaldo Gennari em Londres
Koko Gennari em Londres
Kokinho por Celso Barbieri
 
Estou chocado! Estou chorando... A vida é muito filha-da-puta!
 
Eu conhecia bem o Koko...
 
Tenho muito à ver com sua vinda para Londres onde no princípio hospedei-o por um mez até que ele pudesse se acertar... 
Ajudei-o abrir a sua primeira conta no banco aqui, tirar seu documento de trabalho, ensinei como andar pela cidade, etc...
Quando ele estava deprê ele sempre ligava para mim... Gravei algumas coisas com ele...
Ele era o único roqueiro da minha geração com quem mantinha contato em Londres.
Ele estudava para cacete e reclamou da dificuldade que estava encontrando pois, na faculdade, no fim de 2008, estava estudando as hamonias de Keith Jarrett...
Um pouco antes de ele viajar para o Brasil ele veio fazer uma visitinha de despedida e falou que estava meio gordinho e ia entrar num regime, controlar melhor o colesterol, porque senão (dando uma risada) seria difícil "descolar umas minas". Ele estava muito curioso para ver a sua participação no recente documentário feito sobre o Arnaldo Baptista. Ele queria muito ver o show encontrado nos arquivos da TV Bandeirantes onde o Arnaldo e a Patrulha do Espaço detonavam um som muito bom.
Um dia tivemos uma discussão e eu falei para ele não ligar mais. Um tempo depois ele ligou, disse que estava errado e que não podia ficar sem minha amizade. Obviamente, eu também estava com saudades, nos desculpamos e voltamos a nos encontrar. Desta vez era uma relação mais madura e respeitosa coisa para durar até que a morte nos separasse. Em retropectiva, amizade verdadeira é assim mesmo, tem seus altos e baixos mas continua viva!
Como todo roqueiro brasileiro ele carregava uma amargura causada pela falta de apoio, os constantes chapéus e nunca ter feito grana ou alcançado o respeito que achava merecido. Como eu, ele se sentia aqui em Londres um pouco como sendo um exilado cultural e tinha decidido começar sua vida de novo fazendo aquilo que ele realmente gostava.
Ele estava bem otimista e até que enfim encontrando a sua paz interior que tanto buscava.
Como sempre apenas os lutadores, os bons morrem cedo! E ainda tem gente que fala em justiça divina! A vida neste planeta é patética!!!
 
Koko Gennari  era tão brasileiro que preferiu morrer no Brasil!
Querido Koko já estou com saudades!
Antonio Celso Barbieri
Barbieri - Memórias do Rock Brasileiro
Kokinho por Zé Brasil 
Conheci o KOKINHO no início dos anos setenta quando ele ainda era roadie do Made in Brazil e já demonstrava uma enorme vontade de ser músico. Acho que ele já batia um bongozinho...
Fomos nos tornando amigos e, na medida do possível, fui apresentando o KOKINHO para os meus amigos músicos. Ele chegou a tocar comigo e com a Silvia Helena em 1976 no show  "Metamúsica", lançamento do nosso primeiro disco.
Sempre fomos bons amigos, ele frequentava a minha casa da rua Padre João Manuel, e fiquei muito feliz quando ele tocou com Arnaldo & Patrulha do Espaço e depois continuou com a Patrulha do Espaço.
Depois, já na década de 80, ele fez sucesso com um grupo pop e nos encontrávamos na empresa que produzia essa banda, no meu apartamento da Aclimação, em shows e na casa do JÚNIOR (baterista).
Ele sempre me tratou muito bem e tinha carinho pela minha esposa e filhos. Sempre estudou música como baixista e ainda me lembro quando me mostrou feliz da vida a carteira azul da OMB (Ordem dos Músicos do Brasil).
Meu, cada vez mais, amigo DINHO LEME (baterista dos Mutantes) me avisou do seu passamento. Saudades COKINHO, muitas saudades mesmo...
É a Geração Woodstock... são 40 anos de batalhas e sonhos pela Paz e pelo Amor... e o KOKINHO é isso: Paz, Amor Infinito e, graças a Deus, Rock'n'roll! Let's rock KOKINHO, like the good ol' times, Mad Old School Rock'n'roller!
 
ps: Ele me mandou uma foto, junto com uma carta, quando estávamos em Londres há uns trinta anos atrás. Ele estava feliz da vida tocando com o saudoso guitarrista DUDU CHERMONT e o meu querido compadre JÚNIOR, na Patrulha do Espaço. 
Zé BRasil
Kokinho por Fabio Gasparini 
Existiu alguém mais legal, mais astral do que o Cokinho entre os roqueiros dos 70s?
 
Ele era o cara, the real Pompeia rocker, sempre amigo e gentil. O elemento de união entre egos exaltados nos grupos em que participou.
 
Acompanhei a evolução do "Arnaldo & Patrulha do Espaço", que ele, no baixo e o Arnaldo iniciaram.
Os ensaios eram na loja de móveis Oca, do pai do Junior (bateria) na rua Augusta.  Na guitarra já era o Dudu, junto ao clavinete do Arnaldo. O lugar tinha uma acustica privilegiada, cheio de estofados e divisórias, ótimo para ensaiar uma rock band. A presença musical e a personalidade do Cokinho eram essenciais para aquele grupo funcionar.
 
Destes ensaios resultou um dos concertos mais instigantes e criativos que presenciei: a estreia da Patrulha no Teatro Treze de Maio. O Arnaldo estava atrasado, o público e a banda impacientes. Resolveram iniciar o show só os três. De repente, o Arnaldo entra no meio da primeira música, dançando. Uma dança alucinante, improvisada. Uma amostra do viria a seguir. Daí pra frente foi uma cascata de harmonias díspares, cacofonias, batidas poderosas, driving bass, canto gutural, e nada, mas nada convencional. Uma música invadia a outra, uns estavam terminando, mas outros já estavam na próxima. Uma avalanche. O público estava de boca aberta. Eu sorria extasiado.
 
Nos 90s, Cokinho participou da volta de Sergio Dias aos palcos paulistanos, como baixista e na coordenação da banda. Mais uma vez, lá estava ele sendo solicitado para dar forma a um projeto, segurar a barra. A última vez que o vi, disse estar de malas prontas para Londres. Mencionei o tal concerto do Patrulha, o quanto me impresionou e que ainda guardava na memória. Ele disse ter a gravação do show.
 
Bons tempos, eu ia da Aclimação encontrar o pessoal da Pompeia.
Rodava pelo bairro com Cokinho e músicos da região, encontrando amigos, as garotas, sonhando e falando de rock.
 
Lembranças,
Fabio Gasparini (Mona, Sunday, Scaladacida, Magazine)
Kokinho por Johnny Oliveira
 
No inicio de novembro de 1976,  quatro bandas de São Paulo vieram aqui pra Ribeirão Preto para tocar no Teatro de Arena, num festival de rock e blues, eram eles: Commix, Som da rua, Contrabando e a banda Neblina, da qual o baixista era o Kokinho. Acontece que choveu muito e tudo foi cancelado. As bandas foram embora com exceção da gang do Kokinho, que aqui ficou por alguns dias.
 
Ficaram hospedados na casa udigrudi do nosso velho Zé Maria (in memorian) guitarrista e compositor e ai foi feito uma armação para  um show  no Teatro Municipal com a minha banda Grupo 17 e a banda Neblina.
 
Me lembro que o Kokinho gentilmente me  ofereceu o seu Precision , para que eu tocasse no show, pois o baixo que eu tinha na época, era aquele que foi do Arnaldo Baptista mod fender e estava totalmente com o braço empenado. Foi a primeira vez que toquei com um baixo importado e ainda por cima da casca, o mesmo modelo que o grande John Wetton usava.
 
Fica aqui o registro, o agradecimento e o respeito pelo grande Kokinho e que Deus o tenha
Johnny Oliveira 
 
SCARLET SKY - Virus of Corruption (1993) com Koko Gennari no baixo 
 
SCARLET SKY - MTV Interview
MENSAGENS...
 
Fiquei sabendo pelo Junior, por telefone, realmente mais uma perda lamentável... Luiz Carlos Cicheto
...a música perde mais um... Mesmo assim, rock and roll! Helio Jenné
...fiquei chocado com a noticia do Kokinho... Luiz Calanca (Baratos Afins)
Terrível notícia... O rock brasileiro sofreu uma perda irreparável. Dimitri Brandi (Psychotic Eyes)
This is absolutely terrible news, I have no idea what to say except thank you for letting me know. 
I am very shocked. Koko will be very missed here in London. Let me know of any memorial sites or tributes. 
Thank you. Greg Holden (Musician)
Inacreditável !!! :-((
Kokinho me ligava pelomenos uma vez por mês gastando seus carões de telefone pra discutirmos sobre 
interfaces, softwares de gravação e as tendências musicais de Londres. Ainda estou chocado com essa 
notícia pq ele estava extremamente empenhado no futuro musical dele. Kokinho sempre foi muito amável 
com todos  e isso também dói muito pq não e fácil encontrar músicos com essa personalidade e ética. 
O Kokinho com certeza está lá em cima brilhando. Allex Bessa
CAN YOU BELEIVE IT??????ROCK IN THE SKY MY LOVE! You were the sweetest rockeiro! 2009...... viva o Kokinho! Sue e Patrick
Adorei o page... por John Flavin fiquei sabendo do Kokinho...
sou eduardo do Burmah, Made, patrulha e outras bandas dos golden days dos early 70' Eduardo De Pose
I'm really sorry to hear that. Outra grande perda . . . Marcelo Carvalho
Lamentável, grande Kokinho , grande amigo de anos, que Deus o tenha, fez muito pelo Rock, no Brasil!!! Sergio Martins Della Monica
Parceiro de alguns dos melhores temas que escrevi nesta época. "Simples Toque", "Depois das Onze" e 
principalmente "Arrepiado" foram produtos da inspiração deste grande músico! Percy Weiss (referindo-se ao tempo que Percy e Koko fizeram parte da Patrulha do Espaço)
Oi Koko.. to muito triste de saber sobre voce.. eu espero que voce tem paz no sua lugar agora..desculpe para meu portugues mas eu sou escossais.. vc me conhecer koko !!!,  vc era uma homem muito legal, amigabille e engracado..voce tocou nas minhas musicas e eu estou muito feliz por conhecer voce.
 
Andy Craig & Koko Gennari Featuring Rowetta - Laidback & Groovin (Vocal Mix)
 
Sua faixa no "Laidback & Groovin' e marvillhosa e to muito triste que voce nao pode  escutar ultimo mix do "Touch the Sky" porque essa musica e melhor...
 
Touch the Sky by Andy Craig ( Koko Gennari & Laurence Holcombe Mix)
 
amigo eu vou sentir saudades voce muito - eu estou feliz porque eu encontrei com voce no dia 22 decembre - e tomei uma cerveza com voce...vc queria sempre comprar cerveza para mim e nunca me deixou comprar.. mas eu queria amigo - esse e sua personalidade - amigabille e sempre ajudando os outros...vc era uma pessoa só no mundo... eu sabia que voce fazia anniversaire no mesmo dia que eu.. que pena que eu nao posso ter festa com voce esse anno.....dormir em paz meu amigao... Abracos. Andy 
Cokinho, é assim que vc será sempre lembrado ! Saudades...sempre! Egidio Conde
 
eh camarada...vieram muitos flashs em minha mente de tantos buzões q catei com meus aceclas p correr atras da Patrulha do Espaço...nem quando nem onde...shows em lugares que não me recordo e em dias q não me lembro...só lembro dos momentos em q podia ver e ouvir a mão poderosa do KOKINHO estremecendo todos os chãos em q pisei...tudo em nome do Rock'n'Roll. R.I.P. KOKO GENNARI! Sérgio de Vito
 
...Kokinho não habita mais entre nós, fiquei triste. O Rock brazuka fika um pouco mais triste, perdemos mais um membro para a "Heaven's Rock'n'Roll Band of God Son". Eu tive o grande prazer de presenciar algumas de suas performances ao vivo na Patrulha do Espaço e sempre fiquei encantado com sua maneira de tocar poderosamente o bom (e cada vez mais velho e mais experiente) Rock'n'roll. Remetente Anônimo
Kokinho, meu irmão querido, fortunado você que deixou esse mundo de tribulações. Descanse em PAZ  e prepare um lugar pra quando a gente chegar. Não precisa ser back stage, mas quero ver e ouvir tudinho... Saudades... Antonio Peticov (irmão do André, tio do Igor, da Iris e do Ralphs e pai do Pedro Antonio)
Ficamos muito tristes em saber que perdemos um grande amigo, Oswaldo Gennari, mais conhecido como "Kokinho"...levou a alegria em todos os palcos em que pisou. Nós do Dr.Sin gostaria de manifestar solidariedade aos famíliares e amigos nesse momento tão difícil.
 
Thanks for posting this, we'll all miss Koko at University - he was a real gentleman. Rob T
 
Fiquei chocado e triste. Vidas bem vividas são raras. Pena Schmidt 
Menagems carinhosas deixadas no Face Book do Kokinho por professores e alunos da universidade onde ele estudava em Londres (clique aqui)
Mensagens para o Koko 
Articles View Hits
6229523

We have 1203 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro