ALCOVAS DE ALUGUEL 4 (DENTRO DO TÚNEL DO TEMPO, DO PARADISE MOTEL)

JUSTINE

NO TÚNEL DO TEMPO DO PARADISE MOTEL

Era sábado à noite e eles queriam se entregar à devassidão.
O longo dia começou entre gôndolas gigantes do hipermercado e a benção da mãe da guria, que naquela manhã conheceu o cabra, na hora em que eles saíram para as compras do mês. Gostou dele, segundo ela “dava pra ver que - Não  era um cabra de peia!”
Passaram o restante do dia assoberbados com as suas tarefas de famílias, casas, amigos e tudo mais.
Naquela noite, se encontraram na estação de sempre e se deixaram a mais uma noite de aventuras.
Entraram cheios de expectativas n'O Paradise, no setor de motéis do Núcleo Bandeirante. A moça sempre via com curiosidade aquelas placas daquele cenário.
Escolheram uma das suítes em promoção; pois o país inteiro está em contingência de despesas, eles não são exceção.
A garagem sinalizada, na porta, uma seta de sobe e desce do toldo elétrico.

flores de plastico

Seguiram pelo vão de escadas para o andar. Onde o túnel do tempo e o túnel do amor se fundem no Paradise Motel.
O quarto absurdamente Kitsch, os acolheu com espelhos recortados nas paredes e no teto. A dramática alcova redonda, divisórias chinesas, plantas de plástico... Ainda está difícil de se encontrar semelhante mal gosto.

sauna

Da luz negra à central de som somente com duas opções, a de sertanejo-dor-de-corno e outra de músicas dos anos 60/70/80... Tudo em brilho à proposta da decoração, mas, a trilha não foi descartável. Ouviram The Hollies, Bee Gees, Tommy James & The Shondells, Percy Sledge, e outros que os lembraram dos bailinhos mela-cueca dos tempos do ensino médio.
O banheiro imenso, com hidromassagem e sauna que não funcionava mais, os trazia à lembrança uma suruba gay, e não o enlace do casal apaixonado que ali se encontrava.
Fizeram as observações com os olhos aguçados de sempre, pois o desinibido escrutinamento faz parte do projeto de conhecer todos os motéis da região e relatar as visitas íntimas.
Entregaram-se ao vinho e a tão esperada picardia.
Ela havia se esmerado na toalete da noite, elegantemente vestida, penteada e maquiada.
Por baixo de tão distintas vestes, escondia-se a calcinha preta e rosa, fio dental escolhida dentre as fotos que ela havia enviado a ele.
Unhas pintadas de vermelho, perfume afrodisíaco, instintos de fêmea em um corpo pulsante de tesão, louco para se entregar àquele macho viril que a comia com os olhos desde a manhã daquele dia e àquela hora demonstrava sua gula naquele pau esmerilhado que ela devorava com sofreguidão.
Ela explorava cada centímetro de seu corpo másculo como quem descobre o mapa do tesouro e ele a devorava, não deixando nem uma gota de suor cair no lençol vulgar que os abraçava.
Tudo era vorazmente sugado por aqueles amantes sedentos.

O tempo, inimigo do férvido casal, insiste em correr, não dá uma trégua para o descanso, o relógio grita e avisa que as tão minguadas duas horas estão próximas do fim.
O tesão entre eles só relaxou mesmo, após os três gozos selvagens, escandalosos e abafados pelas paredes decrépitas do sinistro lugar.
Eles não resistem e se entregam mais uma vez aos braços da paixão; ela, agora mais romântica, cheia dos “eu te amo” e ele, subversivo, a come com voracidade e depois a abraça, a protege...
O encontro foi registrado em uma fotografia que jamais será vista por terceiros.
E se vão daquele labirinto em que na saída, no carro da frente, há duas mulheres que depois do amor continuam se beijando, sem pudores.
assinatura b

Justine de Sade

ALCOVAS DE ALUGUEL

Paradise Vegas motel
SPM Qd 03 S/N - Núcleo Bandeirante - Brasília - DF.

Articles View Hits
9502776

We have 1774 guests and no members online

Download Full Premium themes - Chech Here

София Дървен материал цени

Online bookmaker Romenia bet365.ro